quinta-feira, julho 29, 2021

A Agência Internacional de Energia Atómica faz hoje 64 anos

   
A Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), foi estabelecida como uma organização autónoma no seio das Nações Unidas a 29 de julho de 1957.
A 8 de dezembro de 1953, o então Presidente dos Estados Unidos Dwight D. Eisenhower apresentou uma proposta no sentido de ser criada uma organização internacional "devotada exclusivamente aos usos pacíficos da energia atómica", e que foi aprovada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 1954. Em 1957 foi completado o seu estatuto. O seu objetivo é a promoção do uso pacífico da energia nuclear e o desencorajamento dos usos para fins militares de armas nucleares.
A AIEA tem a sua sede em Viena, (Áustria), e tem 137 Estados membros, cujos representantes se encontram anualmente para uma Conferência Geral onde elegem 35 membros para o Conselho de Governadores. Este Conselho reúne-se cinco vezes por ano e prepara as decisões que serão ratificadas pela Conferência Geral. 
A AIEA constitui um fórum intergovernamental para a cooperação científica e técnica do uso pacífico da tecnologia nuclear.
  

Ai a minha vida...!

John Sykes - 62 anos

     
John James Sykes (Reading, Berkshire, Inglaterra, 29 de julho de 1959) é um guitarrista, vocalista e compositor de rock inglês, que tocou com os Thin Lizzy, Whitesnake, Blue Murder e Tygers of Pan Tang. Sykes é co-autor junto com David Coverdale do álbum 1987 da banda Whitesnake, na qual sua passagem foi fundamental para o novo som da banda, que mudou de blues rock para o hard rock. Sykes é, também, um artista a solo de sucesso. 

   

O baixista, vocalista e teclista dos Rush, Geddy Lee, faz hoje 68 anos

   
Gary Lee Weinrib (Toronto, 29 de julho de 1953) é um músico canadiano. Ele é o baixista, vocalista e teclista da banda canadiana de rock progressivo Rush.
   

 


O ditador fascista Mussolini nasceu há 138 anos

   
Benito Amilcare Andrea Mussolini (Predappio, 29 de julho de 1883 - Mezzegra, 28 de abril de 1945) foi um político italiano que liderou o Partido Nacional Fascista e é creditado como sendo uma das figuras-chave na criação do fascismo.
Tornou-se o Primeiro-Ministro da Itália em 1922 e começou a usar o título de Il Duce a partir de 1925. Após 1936, o seu título oficial passou a ser "Sua Excelência Benito Mussolini, Chefe de Governo, Duce do Fascismo e Fundador do Império". Mussolini também criou e sustentou a patente militar suprema de Primeiro Marechal do Império, juntamente com o rei Vítor Emanuel III da Itália, que lhe deu o título, tendo controle supremo sobre as forças armadas da Itália. Mussolini permaneceu no poder até ser substituído em 1943; por um curto período, até à sua morte, ele foi o líder da República Social Italiana.
Mussolini foi um dos fundadores do fascismo italiano, que incluía elementos de nacionalismo, corporativismo, sindicalismo nacional, expansionismo, progresso social e anticomunismo, combinado com a censura de subversivos e propaganda do Estado. Nos anos seguintes à criação da ideologia fascista, Mussolini conquistou a admiração de uma grande variedade de figuras políticas.
Entre suas realizações nacionais de 1924 a 1939, citam-se: os seus programas de obras públicas como a drenagem dos Pântanos Pontine e o melhoramento das oportunidades de trabalho e transporte público. Mussolini também resolveu a Questão Romana ao concluir o Tratado de Latrão entre o Reino de Itália e a Santa Sé. Ele também é creditado por garantir o sucesso económico nas colónias italianas e suas dependências comerciais. Embora inicialmente tenha favorecido o lado da França contra a Alemanha, no início da década de 1930, Mussolini tornou-se uma das figuras principais das potências do Eixo e, em 10 de junho de 1940, colocou a Itália na Segunda Guerra Mundial, ao lado do Eixo, ao invadir a França já derrotada pela Alemanha nazi. Três anos depois, foi deposto pelo Grande Conselho do Fascismo, motivado pela invasão aliada. Pouco depois de preso, Mussolini foi resgatado da prisão, em Gran Sasso, por forças especiais alemãs.
Após seu resgate, Mussolini chefiou a República Social Italiana nas partes da Itália que ainda não haviam sido ocupadas por forças aliadas. No final de abril de 1945, com a derrota total aparente, tentou fugir para a Suíça, porém, foi rapidamente capturado e sumariamente executado próximo do Lago de Como por guerrilheiros italianos. O seu corpo foi então trazido para Milão onde foi pendurado de cabeça para baixo em uma estação petrolífera, para exibição pública e a confirmação de sua morte.
  
A partir da esquerda, os corpos de Nicola Bombacci, Mussolini, a sua amante Clara Petacci, Alessandro Pavolini e Achille Starace, expostos na Piazzale Loreto - Milão, 29 de abril de 1945
  

Vincent van Gogh morreu há 131 anos...

 
Vincent Willem van Gogh (Zundert, 30 de março de 1853 - Auvers-sur-Oise, 29 de julho de 1890) foi um pintor pós-impressionista neerlandês, considerado por muitos um dos maiores de todos os tempos.
A sua vida foi marcada por fracassos. Ele falhou em todos os aspectos importantes para o seu mundo, na sua época: foi incapaz de constituir família, custear a própria subsistência ou até mesmo manter contactos sociais. Aos 37 anos, sucumbiu a uma doença mental, cometendo suicídio.
A sua fama póstuma cresceu especialmente após a exibição das suas telas em Paris, a 17 de março de 1901.
Van Gogh é considerado um dos pioneiros na ligação das tendências impressionistas com as aspirações modernistas, sendo a sua influência reconhecida em variadas frentes da arte do século XIX, como por exemplo o expressionismo, o fauvismo e o abstracionismo.
O Museu Van Gogh, em Amesterdão, é dedicado aos seus trabalhos e aos dos seus contemporâneos.
    
     

O Rei Humberto I de Itália, dito o Rei Bom, foi assassinado há 121 anos

  
Humberto Rainiero Carlos Emanuel João Maria Fernando Eugénio de Saboia (em italiano: Umberto Rainerio Carlo Emanuele Giovanni Maria Ferdinando Eugenio di Savoia) (Turim, 14 de março de 1844 - Monza, 29 de julho de 1900), cognominado "o Rei Bom", foi o segundo rei da Itália. Era irmão da Rainha de Portugal, Maria Pia de Saboia, e do Rei Amadeu I de Espanha
 
(...)
  
Em 29 de julho de 1900, Humberto I foi convidado a Monza para participar de uma cerimónia de entrega de prémios organizada pela Società Ginnastica Monzese Forti e Liberi, evento que contou com equipas de atletas de Trento e Trieste. Embora ele costumasse usar uma cota de malha de proteção sob a camisa, decidiu não usá-la naquele dia, em virtude do calor, atitude que contrariava as instruções dos seus agentes de segurança. Entre os populares que o saudavam também se encontrava Gaetano Bresci, com um revólver no bolso.
O rei permaneceu no local por cerca de uma hora e, segundo testemunhas, estava de bom humor: "Entre estes jovens inteligentes me sinto rejuvenescido.", teria declarado. Ele decidiu retornar ao palácio da Villa Reale di Monza por volta de 22.30 horas, caminhando entre a multidão e a banda de música, que iniciava a "Marcha Real".
Aproveitando-se da confusão, Bresci postou-se à frente do rei e disparou três tiros. Humberto, baleado no ombro, pulmão e coração, dirigiu-se ao general Ponzio Vaglia: "Vamos, acho que estou ferido!" .
Logo após, a polícia prendeu Brescia (que não ofereceu nenhuma resistência), livrando-o do linchamento pela multidão. Enquanto isso, a carruagem chegava à Villa Reale onde a rainha, já avisada do ocorrido gritava: "Façam algo, salvem o rei!" Mas nada mais podia ser feito, o Rei já estava morto.
O seu corpo foi sepultado Panteão de Roma, em 13 de agosto. Bresci foi julgado e condenado à morte por regicídio a 29 de agosto, mas a condenação foi comutada em prisão perpétua pelo novo rei, Vítor Emanuel III.
    
    

O cantor brasileiro Anísio Silva nasceu há 101 anos

     
Anísio Silva (Caculé, 29 de julho de 1920Rio de Janeiro, 18 de fevereiro de 1989) foi um cantor e compositor brasileiro de estilo romântico bolero
 

 


Cass Elliot, dos The Mamas & The Papas, morreu há 47 anos

    
Cass Elliot, nome artístico de Ellen Naomi Cohen (Baltimore, 19 de setembro de 1941 - Londres, 29 de julho de 1974), também conhecida como Mama Cass, foi uma cantora dos Estados Unidos integrante do The Mamas & The Papas. Antes de pertencer a este famoso grupo fez parte das bandas The Big 3, de 1963 a 1964, e The Mugwumps, em 1964. Com o fim do grupo The Mamas & The Papas, deu início a uma bem-sucedida carreira a solo, lançando nove álbuns.
Cass morreu em 29 de julho de 1974, de degeneração gordurosa do miocárdio, no auge de sua carreira solo, apesar de ser mais divulgada a lenda urbana que atribui a sua morte a ter-se engasgado com um sanduíche. Foi casada duas vezes: com o então colega de banda The Big 3 James Hendricks, (de 1963 a 1968, sendo o casamento sido anulado, por nunca ter sido consumado, visto o colega ser homossexual) e com o Barão Donald von Wiedenman (1971 a 1974). Deixou uma filha, Owen Vanessa Elliot, nascida a 26 de abril de 1967. Foi sepultada no Mount Sinai Memorial Park, Los Angeles, Califórnia no Estados Unidos.
     

 


O cantor, compositor e ator brasileiro Paulo Sérgio morreu há 41 anos

(imagem daqui)

Paulo Sérgio de Macedo, mais conhecido como Paulo Sérgio (Alegre, 10 de março de 1944São Paulo, 29 de julho de 1980), foi um cantor, compositor e ator brasileiro, considerado um dos maiores artistas da música romântica do país.
O cantor e compositor capixaba iniciou a sua carreira em 1968, no Rio de Janeiro, lançando um single com o sucesso Última Canção. O disco obteve sucesso imediato e vendeu 60 mil cópias em apenas três semanas, transformando o seu intérprete num fenómeno de vendas. A despeito da curta carreira, Paulo Sérgio lançou treze discos e algumas coletâneas, obtendo vendas superiores a 10 milhões de cópias, em apenas 13 anos de carreira. Paulo Sérgio foi um cantor que nunca conheceu o fracasso e não teve fase de decadência. Ele teve uma morte prematura, aos 36 anos, por causa de um acidente vascular cerebral

 


David Niven morreu há 38 anos

    
James David Graham Niven, mais conhecido apenas como David Niven (Londres, 1 de março de 1910 - Château-d'Oex, 29 de julho de 1983), foi um ator britânico nascido na Inglaterra, famoso pelos filmes que realizou nos Estados Unidos e na Europa.

Biografia
Seguiu uma carreira militar conforme a tradição deixada por seu pai, soldado que faleceu na Batalha de Galípoli, em 1915. Nos anos 30 foi para Hollywood, onde trabalhou bastante tempo como figurante. Contratado por Samuel Goldwin, começou a ficar conhecido pelas suas participações nos filmes de Errol Flynn mas só conseguiu um papel principal em 1939, atuando ao lado de Ginger Rogers, no filme Bachelor Mother. Quando a Inglaterra entrou na II Guerra Mundial, retomou à sua carreira militar, sendo depois condecorado. No final do conflito voltou ao cinema, alcançado o estrelato com o filme A volta ao mundo em oitenta dias, interpretando Phileas Fogg, personagem de Julio Verne. Depois ganharia um Óscar em 1958, pelo filme Separate Tables, onde ele atua durante apenas 15 minutos, sendo o ator com menor tempo de atuação a ganhar o Óscar de Melhor Ator.
Nos anos 60 participou no clássico Os Canhões de Navarone (The Guns of Navarone, 1961). Foi cogitado para interpretar James Bond, papel que acabou ficando para Sean Connery. Depois interpretou o agente secreto no filme Casino Royale de 1967, com produtores diferentes dos da série de Connery. Estrelou também o primeiro filme da A Pantera Cor-de-Rosa, de 1963.
Em 1971 lançou a sua autobiografia The Moon's a Balloon (A Lua é um Balão), que teria uma sequência em 1975.
Ele casou duas vezes e deixou quatro filhos. O seu primeiro casamento foi com Priula Rollo, filha do Lord e de Lady Rollo, depois de um encontro casual durante a II Guerra Mundial. O casamento acabou com a morte da esposa, que sofreu uma queda durante uma festa na casa de Tyrone Power. Viúvo, casou-se anos depois com a modelo sueca Hjordis Tersdemen.
Faleceu no seu castelo suíço, vítima de Esclerose Lateral Amiotrófica, deixando incompletas as suas memórias. Encontra-se sepultado no Cemitério de Chateau D'Oex, em Chateau D'Oex, Vaud, na Suíça.
 

Jason Thirsk, baixista da banda americana de punk rock Pennywise, suicidou-se há 25 anos...

    
Jason Matthew Thirsk (Hermosa Beach, California, December 25, 1967 – July 29, 1996) was the bass player of the California punk rock band Pennywise from 1988 through his death in 1996. He grew up in Hermosa Beach, California.
  
Pennywise was formed in 1988 by Thirsk along with singer Jim Lindberg, guitarist Fletcher Dragge, and drummer Byron McMackin. Thirsk did not like to travel. Thirsk had been in rehabilitation for alcoholism and suffered from depression, died of a self-inflicted gunshot wound at the age of 28. The band decided to continue making music after Thirsk's death, and brought in bass guitarist Randy Bradbury from One Hit Wonder. The band then set about writing an album of new material which was made up of mostly anti-suicide messages. One of Pennywise's most popular songs, "Bro Hymn", was originally written by Thirsk as a tribute to three of his friends: Tim Colvin, Carlos Canton, who died in a car accident, and Tom Nichols, who drowned at Hermosa Beach Pier in 1988. The band re-recorded the song after his death as a tribute to their fallen bandmate, replacing the line "Canton, Colvin, Nichols, this one's for you" with "Jason Matthew Thirsk, this one's for you", and renaming the track "Bro Hymn Tribute". It appears as the final track on Full Circle and a live version can also be found on Live @ the Key Club, released in 2000. Justin Thirsk, Jason's brother and drummer from 98 Mute, appears on the re-recording, both on drums and vocals. 
  

 


Robert Schumann morreu há 165 anos...

     
Robert Alexander Schumann (Zwickau, 8 de julho de 1810 - Endenich, Bona, 29 de julho de 1856) foi um músico e pianista alemão. Era casado com a também compositora Clara Schumann e é considerado um dos maiores compositores da era romântica. Schumann deixou os estudos de direito para seguir a carreira musical, como pianista virtuoso. Foi aluno do notável professor de piano Friedrich Wieck, o qual garantiu a Schumann que este poderia tornar-se o maior pianista da Europa. Mas o sonho foi interrompido por uma lesão nas mãos de Schumann, que passou a dedicar-se à carreira de compositor e crítico musical.
  

 


António Feio partiu há onze anos...

(imagem daqui)

António Jorge Peres Feio (Lourenço Marques, 6 de dezembro de 1954 - Lisboa, 29 de julho de 2010) foi um actor, encenador e dobrador português.
Era filho da actriz Ester Feio. Viveu em Moçambique até aos sete anos, idade com que veio para Lisboa com a família. Aos 11 estreou-se no teatro, com a peça de Miguel Torga, O Mar, dirigida por Carlos Avilez, no Teatro Experimental de Cascais. A essa experiência no teatro segue-se a televisão e o cinema, participando ainda em folhetins na rádio e campanhas publicitárias quando era mais jovem. Em 1969, já ator profissional na companhia Laura Alves, volta a Moçambique, em digressão com a peça Comprador de Horas.
Decide retirar-se dos palcos no início da década de 70, tendo trabalhado como desenhador num atelier de arquitectos. Porém, em 1974, após o 25 de abril, decide voltar ao Teatro Experimental de Cascais, de onde sairá logo a seguir, para formar, com Fernando Gomes, o Teatro Aquarius. Passa sucessivamente para a Cooperativa de Comediantes Rafael de Oliveira e para o Teatro Popular-Companhia Nacional I (sob a direcção de Ribeirinho), Casa da Comédia e Teatro Aberto.
Casou com a jornalista Lurdes Feio, de quem teve duas filhas: Bárbara Gonzalez Feio e Kiki (Catarina) Gonzalez Feio. Mais tarde, fruto da relação de 18 anos que teve com a atriz Cláudia Cadima, nasceram também Sara Cadima Feio e Filipe Cadima Feio.
Começa a encenar com o espectáculo Pequeno Rebanho Não Desesperes de Christian Giudicelli, na Casa da Comédia. Segue-se Vincent de Leonard Nimoy, no Teatro Nacional D. Maria II e O Verdadeiro Oeste de Sam Shepard, no Auditório Carlos Paredes. Faz, como actor, Inox-Take 5 (1993) com José Pedro Gomes e é o início de um trabalho em conjunto e de uma "dupla" que dura até ao fim da sua vida. Começa a dirigir cursos de formação de actores no Centro Cultural de Benfica e forma com vários alunos alguns grupos, O Esquerda Baixa e o Pano de Ferro, e com eles faz alguns espectáculos. Seguem-se muitas outras encenações sendo as mais importantes: A Partilha de Miguel Falabela e O que diz Molero de Dinis Machado (Teatro Nacional D. Maria II); Perdidos em Yonkers de Neil Simon e Duas Semanas com o Presidente de Mary Morris (CCB e Teatro Nacional S. João); Conversa da Treta de José Fanha (Auditório Carlos Paredes); O Aleijadinho do Corvo de Martin McDonagh (Visões Úteis/ Teatro Rivoli); Arte de Yasmina Reza (Teatro Nacional S. João); Bom Dia Benjamim de Nuno Artur Silva, Luís Miguel Viterbo e Rui Cardoso Martins (CCB e Expo98); Portugal Uma Comédia Musical de Nuno Artur Silva e Nuno Costa Santos (Teatro São Luiz); Popcorn de Ben Elton ao lado de Helena Laureano, Deixa-me Rir de Alistair Beaton,Jantar de Idiotas e O Chato de Francis Veber (Teatro Villaret).
Para além do teatro fez televisão popularizando-se em séries como Conversa da Treta ou programas como 1, 2, 3. Em 2001, juntamente com Rui Paulo, apresentou o programa televisivo Mulher Não Entra; algum cinema (com Alfredo Tropa, Eduardo Geada, Luís Filipe Costa e Fernando Fragata), traduções e muitas dobragens (Kenai e Koda, Garfield, Dia de Surf). Mantinha-se na rádio com uma crónica humorística na TSF.
A 26 de março de 2010 o Presidente da República Aníbal Cavaco Silva agraciou-o como comendador da Ordem do Infante D. Henrique.
    
Morte   
Acabou por falecer, no dia 29 de julho de 2010, às 23.40 horas, na unidade de Cuidados Paliativos do Hospital da Luz, vítima de um cancro no pâncreas contra o qual lutava há largos meses.

Míkis Theodorákis nasceu há 96 anos

     
Míkis Theodorákis (Quios, 29 de julho de 1925) é um compositor e político grego mundialmente conhecido pela banda sonora dos filmes hollywoodianos Zorba, o Grego (1964) e Serpico (1973). No biénio 1980–1982 foi-lhe atribuído o Prémio Lenine da Paz.
Theodorákis é também conhecido por sua posições políticas de esquerda, as quais expressa abertamente (incluindo durante o governo da Junta Militar que comandou a ditadura grega). Militou em diversas campanhas de direitos humanos, como o conflito do Chipre, as tensões entre a Turquia e a Grécia, os ataques da NATO contra a Sérvia, o sequestro de Abdullah Öcalan ou o conflito israelo-palestiniano.
    

 


O Kalu dos Xutos faz hoje sessenta e três anos!

(imagem daqui)

Carlos Eduardo Cardoso Pinto Ferreira também conhecido por "Kalu" (Porto, 29 de julho de 1958) é um baterista português que faz parte da banda de rock Xutos & Pontapés
  
Biografia
É o quinto de treze irmãos. Tem sete irmãos e seis irmãs. Com 12 anos, foi viver para Lisboa. Mais tarde respondeu a um anúncio de jornal onde pediam um baterista para um banda rock, os Xutos & Pontapés. Tem três filhos: Frederico (Fred, 1982), Vasco (1985) e Max (1995) e um neto, Sebastião (filho de Fred), nascido em 2002.

Outros projectos
Foi baterista do Palma's Gang, onde contava com Zé Pedro, guitarrista dos Xutos & Pontapés. O primeiro disco a solo de Kalu, "Comunicação", foi lançado em 2013.

Equipamento
Kalu é patrocinado pelas marcas de equipamento que usa. Toca baterias Tama Starclassic Maple e Starclassic Bubinga e pratos Paiste das séries Twenty, 2002 e Signature.
Segundo entrevista dada em agosto de 2009 ao fórum dedicado à bateria e percussão na internet BateristasPT.com, a sua bateria inclui pratos de choque de 15", crashes de 16", 18" e 20" e um ride de 21". 

 


quarta-feira, julho 28, 2021

E já há resultados preliminares dos Censos 2021...


 

Censos 2021 - Resultados preliminares

Notícia interessante sobre paleoantropologia

 


Jacqueline Kennedy nasceu há 92 anos

 
Jacqueline Lee "Jackie" Bouvier Kennedy Onassis (Southampton, Nova Iorque28 de julho de 1929Nova Iorque, Nova Iorque19 de maio de 1994) foi a esposa do 35.º Presidente dos Estados Unidos John F. Kennedy, e serviu como primeira-dama dos Estados Unidos durante a presidência do seu marido, de 1961 até 1963, quando ele foi assassinado. Cinco anos depois, casou-se com o magnata grego Aristoteles Onassis; continuaram casados até à morte deste. Nas últimas duas décadas de sua vida, Jacqueline Kennedy Onassis teve uma carreira de sucesso como editora de livros. É lembrada por suas contribuições para a arte e preservação da arquitetura histórica, o seu estilo, elegância, e graça. Um ícone da moda, o seu famoso casaco rosa da Chanel tornou-se um símbolo do assassinato de seu marido e uma das últimas imagens da década de 60.
   
     

O explorador Jacques Piccard nasceu há 99 anos

    
Jacques Piccard (Bruxelas, 28 de julho de 1922 - Cully, 1 de novembro de 2008) foi um explorador e engenheiro suíço, reconhecido pelo desenvolvimento de veículos subaquáticos para o estudo das correntes oceânicas. Piccard e Don Walsh foram as primeiras pessoas a ter atingido o ponto mais baixo na superfície terrestre, a Challenger Deep, na Fossa das Marianas.
Jacques Piccard é filho de Auguste Piccard, que foi ele próprio engenheiro e explorador.
Em 23 de janeiro de 1960 Jacques Piccard e Don Walsh atingiram o fundo do mar no seu batiscafo Trieste. A profundidade da descida foi medida em 10.916 metros, mas medições feitas em 1995 determinaram um novo valor para a profundidade da Challenger Deep em 10.911 metros. A descida demorou cinco horas e os dois homens estiveram no fundo oceânico cerca de vinte minutos antes da subida, que demorou 3 horas e 15 minutos. 
  

Os cangaceiros Lampião e Maria Bonita foram mortos há 83 anos

   
Virgulino Ferreira da Silva, vulgo Lampião (Serra Talhada, 4 de junho de 1898 ? - Poço Redondo, 28 de julho de 1938), foi um cangaceiro brasileiro.
     
Nascido na cidade de Vila Bela, atual Serra Talhada, no semiárido do estado de Pernambuco, foi o terceiro filho de José Ferreira da Silva e Maria Lopes de Oliveira. O seu nascimento só foi registrado no dia 7 de agosto de 1900. Até os 21 anos de idade ele trabalhava como artesão, era alfabetizado e usava óculos para leitura, características bastante pouco comuns para a região sertaneja e pobre onde ele morava. Uma das versões a respeito de seu apelido é que ele modificou um fuzil, possibilitando-o a atirar mais rápido, sendo que o cano aquecia tanto que brilhava dando a aparência de um lampião.
Sua família travava uma disputa mortal com outras famílias locais até que seu pai foi morto em confronto com a polícia em 1919. Virgulino jurou vingança. Tornou-se um mito em termos de disciplina. O bando chamava os integrantes das volantes de "Macacos" - uma alusão ao modo como os soldados fugiam quando avistavam o grupo de Lampião: "pulando".
Durante os 20 anos seguintes (começou aos 21 anos), Lampião viajou com seu bando de cangaceiros, que nunca ultrapassou o número de 50, todos a cavalo e em trajes de couro, chapéus, sandálias, casacos, cintos de munição e calças para protegê-los dos arbustos com espinhos típicos da vegetação da caatinga. Para proteger o "capitão", como Lampião era chamado, todos usavam sempre um poder bélico potente. Como não existia contrabando de armas para se adquirir, em sua maioria eram roubadas da polícia e unidades paramilitares. A espingarda Mauser e uma grande variedade de pistolas semiautomáticas e revólveres também eram adquiridos durante confrontos. A arma mais utilizada era o rifle Winchester.
Lampião foi acusado de atacar pequenas fazendas e cidades em sete estados além de roubo de gado, sequestros, assassinatos, torturas, mutilações, violações e saques. Entretanto para muitas pessoas, especialmente no Nordeste, tem-se imagem de que Lampião era como o Robin Hood do sertão brasileiro, que roubava de fazendeiros, políticos e coronéis para dar aos pobres miseráveis, que passavam fome e lutavam para sustentar famílias com inúmeros filhos.
Era devoto de Padre Cícero e respeitava as suas crenças e conselhos. Os dois se encontraram uma única vez, no ano de 1926, em Juazeiro do Norte.
A sua namorada, Maria Gomes de Oliveira, conhecida como Maria Bonita, juntou-se ao bando em 1930 e, assim como as demais mulheres do grupo, vestia-se como um cangaceiro e participou de muitas das ações do bando. Virgulino e Maria Bonita tiveram uma filha, Expedita Ferreira, nascida em 13 de setembro de 1932. Há ainda a informação controversa de que eles tiveram mais dois filhos: os gémeos Ananias e Arlindo Gomes de Oliveira, mas nunca foi comprovada a verdade dos factos, além de outros dois natimortos.
  
(...)
   
Morte
No dia 27 de julho de 1938, o bando acampou na fazenda Angicos, situada no sertão de Sergipe, esconderijo tido por Lampião como o de maior segurança. Era noite, chovia muito e todos dormiam em suas barracas. A volante chegou tão de mansinho que nem os cães pressentiram. Por volta das 05.15 horas do dia 28, os cangaceiros levantaram para rezar o oficio e se preparavam para tomar café; quando um cangaceiro deu o alarme, já era tarde demais.
Não se sabe ao certo quem os traiu. Entretanto, naquele lugar mais seguro, o bando foi apanhado totalmente desprevenido. Quando os polícias do Tenente João Bezerra e do Sargento Aniceto Rodrigues da Silva abriram fogo com metralhadoras portáteis, os cangaceiros não puderam empreender qualquer tentativa viável de defesa.
O ataque durou uns vinte minutos e poucos conseguiram escapar ao cerco e à morte. Dos trinta e quatro cangaceiros presentes, onze morreram ali mesmo. Lampião foi um dos primeiros a morrer. Logo em seguida, Maria Bonita foi gravemente ferida. Alguns cangaceiros, transtornados pela morte inesperada do seu líder, conseguiram escapar. Bastante eufóricos com a vitória, os policiais apreenderam os bens e mutilaram os mortos. Apreenderam todo o dinheiro, o ouro e as jóias.
A força volante, de maneira bastante desumana para os dias de hoje, mas seguindo o costume da época, decepou a cabeça de Lampião. Maria Bonita ainda estava viva, apesar de bastante ferida, quando foi degolada. O mesmo ocorreu com Quinta-Feira, Mergulhão (os dois também tiveram suas cabeças arrancadas em vida), Luis Pedro, Elétrico, Enedina, Moeda, Alecrim, Colchete (2) e Macela. Um dos policiais, demonstrando ódio a Lampião, desfere um golpe de coronha de fuzil na sua cabeça, deformando-a; este detalhe contribuiu para difundir a lenda de que Lampião não havia sido morto e escapara da emboscada, tal foi a modificação causada na fisionomia do cangaceiro. "Feito isso, salgaram os seus troféus de vitória e colocaram em latas de querosene, contendo aguardente e cal." Os corpos mutilados e ensanguentados foram deixados a céu aberto, atraindo urubus.

 

(...)
 
Do sudeste do País, apesar do péssimo estado de conservação, as cabeças seguiram para Salvador, onde permaneceram por seis anos na Faculdade de Odontologia da UFBA. Lá, tornaram a ser medidas, pesadas e estudadas, na tentativa de se descobrir alguma patologia. Posteriormente, os restos mortais ficaram expostos no Museu Antropológico Estácio de Lima localizado no prédio do Instituto Médico Legal Nina Rodrigues, em Salvador, por mais de três décadas.
Durante muito tempo, as famílias de Lampião, Corisco e Maria Bonita lutaram para dar um enterro digno a seus parentes. O economista Silvio Bulhões, filho de Corisco e Dadá, em especial, empreendeu muitos esforços para dar um sepultamento aos restos mortais dos cangaceiros e parar, de vez por todas, a macabra exibição pública. Segundo o depoimento do economista, dez dias após o enterro de seu pai, a sepultura foi violada, o corpo foi exumado, e sua cabeça e braço esquerdo foram cortados e colocados em exposição no Museu Nina Rodrigues.
O enterro dos restos mortais dos cangaceiros só ocorreu depois do Projeto de Lei nº 2.867, de 24 de maio de 1965. Tal projeto teve origem nos meios universitários de Brasília (em particular, nas conferências do poeta Euclides Formiga), e as pressões do povo brasileiro e do Clero o reforçaram. As cabeças de Lampião e Maria Bonita foram sepultadas no dia 6 de fevereiro de 1969. Os demais integrantes do bando tiveram seu enterro uma semana depois.
   
Lampião compositor
"Mulher Rendeira" é um antigo tema popular, muito cantado nos sertões nordestinos no tempo de Lampião, e cuja origem é controversa. Segundo a versão mais conhecida, do Padre Frederico Bezerra Maciel, regionalista pernambucano e biógrafo de Lampião, é de que o mesmo teria escrito os versos da versão original da música. A ele se acrescenta Câmara Cascudo, segundo o qual Lampião teria feito escrito a letra em homenagem à sua avó, Dª. Maria Jocosa Vieria Lopes ("Tia Jacosa") em 15 de setembro, no seu aniversário, e  que era uma rendeira. Compôs a música entre setembro de 1921 e fevereiro de 1922, quando apresentou a música em Floresta (Pernambuco). A música tornou-se praticamente um hino de guerra dos cangaceiros do bando de Lampião, tendo inclusive relatos de que o seu ataque à Mossoró em 1927 teria sido feito com mais de 50 cangaceiros cantando "Mulher Rendeira".
Por isso foi incluído no premiado filme "O Cangaceiro", de Lima Barreto, que o celebrizou no país e no exterior. Na ocasião, sofreu uma adaptação do compositor Zé do Norte (Alfredo Ricardo do Nascimento), autor de outras músicas do filme, que manteve a sua estrutura original. Há também uma gravação de um antigo cabra do bando de Lampião, o cangaceiro Volta Seca.
   

 

 


Maria Gomes de Oliveira
, vulgo Maria Bonita (Paulo Afonso, 8 de março de 1911 - 28 de julho de 1938) companheira de Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião e a primeira mulher a participar de um grupo de cangaceiros.
Maria Bonita nasceu e cresceu no povoado Malhada da Caiçara, que se localiza no município Paulo Afonso, na época município Gloria, na Bahia.
Depois de um casamento fracassado, no qual não gerou filhos, em 1929 tornou-se a namorada de Virgulino Ferreira da Silva, conhecido também como o "Rei do Cangaço".
Morando na chácara dos pais, um ano depois do namoro foi chamada por Lampião para fazer efetivamente parte do bando de cangaceiros, assim se tornando a mulher dele, com quem viveria por oito anos.
Supõem-se que Maria Bonita engravidou quatro vezes e que, em duas gravidezes, perdeu os filhos, sendo eles natimortos. Comprovadamente ela teve uma filha com Lampião, de nome Expedita Ferreira Nunes, a única reconhecida legalmente, que foi criada por um casal de amigos vaqueiros. Existem porém dúvidas sobre o parentesco dos supostos gémeos Arlindo e Ananias Gomes de Oliveira. Ambos até então foram considerados filhos de Maria Bonita e Lampião.
Maria Bonita morreu em 28 de julho de 1938, quando o bando acampado na Grota de Angicos, em Poço Redondo (Sergipe), foi atacado de surpresa pela polícia armada oficial (conhecida como "volante"). Foi degolada ainda viva, assim como Lampião, porém este já morto, e outros nove cangaceiros.
Em 2006 a Prefeitura de Paulo Afonso restaurou a casa de infância de Maria Bonita, instalando o Museu Casa de Maria Bonita no local.

 

Nenhum passo para trás! - a ordem número 227 foi emitida há 79 anos

Selo soviético com a famosa frase "Nenhum passo para trás!"
     
A Ordem número 227 foi lançada em 28 de julho de 1942 por Estaline, agindo como Comissário de Defesa do Povo. É famosa pela frase "Nenhum passo para trás!", que se tornou um slogan da resistência antifascista soviética.
Nenhum comandante possuía o direito de recuar sem autorização. Qualquer um que o fizesse estava sujeito a um tribunal militar correspondente a sua patente.
A ordem número 227 estabeleceu que cada Frente deveria criar de um a três batalhões penais de soldados acusados de problemas disciplinares, que seriam mandados então para as regiões mais perigosas do campo de batalha. Cada Frente deveria criar do mesmo modo companhias penais para soldados e suboficiais. De 1942 a 1945, 427.910 soldados foram colocados em batalhões penais.
A ordem estabeleceu inclusive que cada força deveria criar "destacamentos de bloqueio" para fuzilar "cobardes" e tropas fugitivas em pânico na retaguarda. Em seguida aos dois primeiros meses da ordem, mais de 1.000 militares foram fuzilados por unidades de bloqueio, que mandaram também mais de 130.000 militares para batalhões penais.
Ambas as medidas foram citadas no preâmbulo da ordem como sendo procedimentos de sucesso adotados pelos alemães durante sua retirada de inverno.
A exigência de que as forças mantivessem destacamentos de bloqueio foi abandonada três meses depois de lançada a ordem, em 29 de outubro de 1942. A sua intenção de galvanizar o moral do pressionado Exército Vermelho e enfatizar o patriotismo obteve, em geral, um efeito contrário do esperado. Consequentemente, não foi implementada de forma consistente pelo comando, que considerou o desvio de tropas para a criação de unidades de bloqueio um desperdício dos efetivos, abandonando a ideia discretamente. Em novembro de 1944, as unidades de bloqueio foram oficialmente dispersadas.