quinta-feira, maio 06, 2021

Música adequada à data...

O poeta ultra-romântico João de Lemos nasceu há 202 anos

 

  
João de Lemos Seixas Castelo Branco, (Peso da Régua, 6 de maio de 1819 - Maiorca, Figueira da Foz, 16 de janeiro de 1890), foi um jornalista, poeta e dramaturgo português.

O «trovador» João de Lemos, como era conhecido desde o tempo de Coimbra, onde se formou em direito, pela publicação do jornal poético O Trovador, interessantíssimo repositório das produções poéticas dum grupo de moços estudantes. Além dele, alma e director dessa publicação, faziam parte do Trovador Luís da Costa Pereira, António Xavier Rodrigues Cordeiro, Luís Augusto Palmeirim, José Freire de Serpa, Augusto Lima e Couto Monteiro.

Ultra romântico e estrénuo miguelista, adepto furibundo do ancien-regime e da Monarquia absoluta que sempre ansiou, com todo o ardor que ressuscitasse, nasceu muito prosaicamente no Peso da Régua, em 1819, às vésperas, portanto, da Revolução de 1820. Mas toda a sua vida dedicou-a ele ao seu ideal político, tendo usufruído de grande prestígio dentro da corte dos talassas da época.

Colaborou em diversas outras publicações periódicas, de que são exemplo o jornal humorístico A Comédia Portuguesa começado a publicar em 1888, a Revista Universal Lisbonense (1841-1859) e a Revista Contemporânea de Portugal e Brasil (1859-1865).

 

in Wikipédia

 
NÃO TE ENTENDO CORAÇÃO

Mas se não amo, nem posso,
Que pode então isto ser?
Coração, se já morreste,
Porque te sinto bater?
Ai, desconfio que vives
Sem tu nem eu o saber.

Porque a olho quando a vejo?
Porque a vejo sem a olhar?
Porque longe dos meus olhos
Me andam os seus a lembrar?
Porque levo tantas horas
Nela somente a pensar?

Porque tímido lhe falo,
E dantes não era assim?
Porque mal a voz lhe escuto
Não sei o que sinto em mim?
Porque nunca um não me acode
Em tudo que ela diz sim?

Porque estremeço contente
Quando ela me estende a mão,
E se aos outros faz o mesmo
Porque é que não gosto e não?
Deveras que não me entendo,
Nem te entendo, coração.

Ou me enganas, ou te engano;
Se isto amor não pode ser,
Não atino, não conheço
Que outro nome possa ter;
Ai, coração, que vivemos
Sem tu nem eu o saber.

O astrónomo Willem de Sitter nasceu há 149 anos

   
Willem de Sitter estudou matemática na Universidade de Groningen e depois integrou o Laboratório de Astronomia de Groninga. Trabalhou no observatório do Cabo na África do Sul (1897-1899), e em 1908 foi nomeado para a cátedra de astronomia da Universidade de Leiden. Foi diretor do Observatório de Leiden de 1919 até à sua morte.
De Sitter contribuiu a melhorar a compreensão da cosmologia. Uma de suas obras de destaque é a co-redação de um artigo com Albert Einstein, em 1932, no qual lançam a conjectura de que deveria haver no universo uma grande quantidade de matéria que não emitia luz, designada como matéria negra.
De Sitter ficou também célebre por seus trabalhos sobre o planeta Júpiter.

   in Wikipédia

A Torre Eiffeil deu as boas vindas aos visitantes da Exposição Universal há 132 anos

   
A Torre Eiffel é uma torre treliça de ferro do século XIX localizada no Champ de Mars, em Paris, que se tornou um ícone mundial da França e uma das estruturas mais reconhecidas no mundo. A Torre Eiffel, que é o edifício mais alto de Paris, é o monumento pago mais visitado do mundo, milhões de pessoas sobem à torre cada ano. Nomeada em homenagem ao seu projetista, o engenheiro Gustave Eiffel, foi construída como o arco de entrada da Exposição Universal de 1889.
A torre possui 324 metros de altura. Foi a estrutura mais alta do mundo desde a sua conclusão até 1930, quando perdeu o posto para o Chrysler Building, em Nova York, Estados Unidos. Não incluindo as antenas de transmissão, a Torre é a segunda estrutura mais alta da França, atrás apenas do Viaduto de Millau, concluído em 2004. A torre tem três níveis para os visitantes. Os ingressos podem ser adquiridos nas escadas ou elevadores do primeiro e do segundo nível. A caminhada para o primeiro nível é superior a 300 degraus. O terceiro e mais alto nível só é acessível por elevador. Do primeiro andar vê-se a cidade inteira, tem casas de banho e várias lojas e o segundo nível tem um restaurante.
A torre tornou-se o símbolo mais proeminente de Paris e da França. A torre é uma parte do cenário caracterizado em dezenas de filmes que se passam em Paris.
   
O governo da França planeou a Exposição Universal de 1889 e anunciou uma competição de design arquitetónico para um monumento que seria construído no Campo de Marte, no centro de Paris. Mais de cem designs foram submetidos ao concurso. O comité do Centenário escolheu o projeto do engenheiro Gustave Eiffel (1832-1923), de quem herdaria o nome, da torre com uma estrutura metálica que se tornaria, então, a estrutura mais alta do mundo construída pelo homem. Com seus 324 metros de altura, possuía 7 300 toneladas quando foi construída.
O projeto da Torre Eiffel foi criado por Maurice Koechlin e Émile Nouguier, dois engenheiros que trabalhavam para a Compagnie des Etablissements Eiffel, após uma discussão sobre a melhor proposta de peça central para a Exposição Universal de 1889, a Feira Mundial, que iria comemorar o centenário da Revolução Francesa. Em maio de 1884, Koechlin, trabalhando em casa, fez um desenho do esboço de seu esquema, descrito por ele como "um grande pilar, composto de quatro vigas-treliçadas verticais se unindo no topo, unidas por treliças metálicas em intervalos regulares". Inicialmente Eiffel não se entusiasmou com a ideia, mas permitiu que o projeto fosse melhor estudado e detalhado. Os dois engenheiros pediram a Stephen Sauvestre, chefe do departamento de arquitetura da empresa, que colaborasse com o projeto. Sauvestre adicionou arcos decorativos na base, um pavilhão de vidro no primeiro andar, além de outros itens decorativos. Esta versão melhorada ganhou o apoio de Eiffel e ele comprou os direitos à patente do projeto que Koechlin, Nougier, e Sauvestre haviam conseguido. O projeto foi exibido na Feita de Artes Decorativas no outono de 1884 com o nome da empresa de Eiffel. Em 30 de março de 1885 Eiffel apresentou um artigo com o projeto na Société des Ingiénieurs Civils; depois de discutir os problemas teóricos e ter enfatizado o uso prático da torre, ele terminou sua palestra mencionando que a torre iria simbolizar.
"Não só a arte do engenheiro moderno, mas também o século da Indústria e Ciência em que estamos vivendo, e para o qual foi preparado o caminho pelo grande movimento científico do século XVIII e pela Revolução de 1789, para a qual este monumento será construído como uma expressão de gratidão da França.
Pouco aconteceu até o início de 1886, quando Jules Grévy foi reeleito como presidente e Édouard Lockroy foi nomeado ministro do Comércio. Um orçamento para a exposição foi aprovado e em 1 de maio Lockroy anunciou uma alteração dos termos do concurso público que estava sendo realizada, optando por uma peça central para a exposição, o que solicitava propostas para uma torre metálica de 300 metros a ser construída no Campo de Marte.
No dia 12 de maio uma comissão foi criada para analisar os esquemas de Eiffel e seus competidores e em 12 de junho apresentou a sua decisão: que todas as propostas, exceto a de Eiffel ou eram impraticáveis ​​ou insuficientemente detalhadas. Depois de algum debate sobre o local exato para a torre, um contrato foi finalmente assinado em 8 de janeiro de 1887. Este foi assinado por Eiffel como particular, não como representante de sua empresa, concedendo-lhe 1,5 milhão de francos para os custos de construção: menos de um quarto dos cerca de 6,5 milhões de francos necessários para a construção. Por outro lado Eiffel deveria receber todas as receitas provenientes da exploração comercial da torre durante a exposição e os 20 anos seguintes. Eiffel mais tarde criou uma empresa específica para gerir a torre, colocando ele mesmo a metade do capital necessário.
Inaugurada em 31 de março de 1889, a Torre Eiffel (pronuncia-se com a sílaba tónica no último "e", [eifél] e não [êifel]) foi construída para honrar o centenário da Revolução Francesa, foi construída para ser uma estrutura temporária.
Quando o contrato de vinte anos do terreno da Exposição Universal de 1889 expirou, em 1909, a Torre Eiffel quase foi demolida, mas o seu valor como uma antena de transmissão de rádio salvou-a. Os últimos vinte metros da torre correspondem à antena de rádio que foi adicionada posteriormente. A torre manteve-se como o monumento mais alto do mundo ao longo de mais de quarenta anos até ser destronada em 1930 pelo o Edifício Chrysler, de Nova Iorque, que tem 329 metros.
Ao todo, desde a abertura, já recebeu um total de 244 000 000 de visitantes. Em 2011, teve 7,1 milhões de visitantes e a empresa que gere o monumento (Société d’exploitation de la Tour Eiffel – SETE) teve um volume de negócios de mais de 73 milhões de euros.
  

  
    
A Exposição Mundial de 1889 decorreu em Paris, França. A Torre Eiffel foi construída especialmente para essa ocasião, celebrando assim o centenário da Revolução Francesa (1789).
A "Exposition Universelle" de 1889 foi uma Exposição Universal que decorreu em Paris desde 6 de maio até 31 de outubro. A exposição cobria uma área total de 0.96 km² e o seu símbolo principal era a Torre Eiffel, que servia de entrada para a exposição.
Calcula-se que cerca de 28.000.000 pessoas visitaram a exposição, que incluía o Palácio das Belas Artes e o Palácio das Artes Liberais. Casas chinesas, templos maias, pavilhões indianos, mesquitas e inúmeros pavilhões de colónias e países do mundo deleitavam os olhares dos visitantes.
     

O pintor Arpad Szenes nasceu há 124 anos

(imagem daqui)
  
Szenes Árpád, também conhecido por Árpád Szenes, (Budapeste, 6 de maio de 1897 - Paris, 16 de janeiro de 1985) foi um pintor, gravurista, ilustrador, desenhista e professor húngaro, naturalizado francês em 1956. 
  
Biografia
A sua trajetória artística ficou profundamente ligada ao mundo latino, devido — em grande parte — ao seu casamento em 1930 com a portuguesa Maria Helena Vieira da Silva, com quem realizou inúmeras viagens à América Latina para participar de exposições, como em 1946 no Instituto de Arquitetos do Brasil.
Devido ao facto de ser judeu e de sua esposa ter perdido a nacionalidade portuguesa, eram oficialmente apátridas. O casal decidiu então residir por um longo tempo no Brasil durante a Segunda Guerra Mundial e no período pós-guerra. No Brasil, entram em contacto com importantes artistas locais, como Carlos Scliar e Djanira.
A ligação com Portugal reflete-se na existência da Fundação Árpád Szenes-Vieira da Silva, sediada em Lisboa.
  
   
(imagem daqui)

Orson Welles nasceu há 106 anos

  
George Orson Welles (Kenosha, Wisconsin, 6 de maio de 1915 - Hollywood, 10 de outubro de 1985) foi um cineasta dos Estados Unidos.
Também foi roteirista, produtor e ator. Iniciou a sua carreira no teatro, em Nova Iorque, em 1934.
  
Biografia
Órfão aos quinze anos, após a morte do seu pai (a sua mãe morreu quando ainda tinha 9 anos), George Orson Welles começou a estudar pintura em 1931, primeira arte em que se envolveu. Adolescente, não via interesse nos estudos e em pouco tempo passou a atuar. Tal paixão levou-o a criar a sua própria companhia de teatro em 1937. Em 1938, Orson Welles produziu uma transmissão radiofónica intitulada A Guerra dos Mundos, adaptação da obra homónima de H. G, Wells e que ficou famosa mundialmente por provocar pânico nos ouvintes, que imaginavam estar enfrentando uma verdadeira invasão de extraterrestres. Um exército que ninguém via, mas que, de acordo com a dramatização radiofónica, em tom jornalístico, acabara de desembarcar no nosso planeta. O sucesso da transmissão foi tão grande que, no dia seguinte, todos queriam saber quem era o responsável pela tal "partida". A fama do jovem Welles começava. Foi casado com a atriz Rita Hayworth e tiveram uma filha, Rebecca. O casal divorciou-se em 1948.

Citizen Kane
A sua estreia no cinema, em filmes de longa metragem, ocorreu em 1941 com Citizen Kane (Em Portugal, "O Mundo a seus Pés"; no Brasil, "Cidadão Kane"), considerado pela crítica como um dos melhores filmes de todos os tempos e o mais importante dirigido por Welles.
Os elogios a Citizen Kane, originaram por três motivos:
   
Inovação
Welles inovou a estética do cinema com técnicas até então raríssimas nas produções cinematográficas. Algumas delas são:
  • Ângulos de câmara (uso de plongée e contra-plongée).
  • Exploração do campo (campo e contra-campo).
  • Narrativa (narrativa não linear).
  • Edição e montagem (muito sofisticada para e época de sua realização, devido a não linearidade da narrativa).
     
Coragem 
Orson Welles retratou, em "Citizen Kane", a vida e a decadência de um magnata da comunicação norte-americana, baseado na história do milionário William Randolph Hearst. Esse filme foi um marco na carreira do ator. Mesmo estando pronto, "Cidadão Kane" quase não pode ser visto, fruto de problemas com Hearst. Ele teve nove indicações para o Óscar, mas venceu apenas um, o de melhor roteiro original. A sua coragem de realizar esta obra prima acabou resultando no fechamento de muitas portas no futuro, beirando o ostracismo no fim da vida.
    
Dinamismo
Foi diretor, co-roteirista, produtor e ator em "Citizen Kane". O que é surpreendente, pois no cinema acumular funções acaba influenciando de maneira negativa o resultado final. Mas no caso de Welles surgiu uma obra completamente à frente do seu tempo.  
      
   in Wikipédia

Marlene Dietrich morreu há 29 anos

   
Marlene Dietrich, nome artístico de Marie Magdelene Dietrich von Losch (Berlim, 27 de dezembro de 1901 - Paris, 6 de maio de 1992) foi uma atriz e cantora alemã.
Dietrich manteve grande popularidade ao longo da sua invulgarmente longa carreira no show business, por se reinventar continuamente a si mesma, profissionalmente e caracteristicamente. Em 1920, em Berlim, ela atuou nos palcos e em filmes mudos. O seu desempenho como Lola-Lola em “The Blue Angel” (O Anjo Azul - 1930), dirigido por Josef von Sternberg, trouxe-lhe fama internacional, resultando num contrato com a Paramount Pictures. Dietrich estrelou em filmes de Hollywood tais como o “Marrocco” (Marrocos - 1930), “Shangai Express” (O Expresso de Xangai” - 1932) e “Desejo” (1936). Dietrich negociou com sucesso as suas atuações e tornou-se uma das atrizes mais bem pagas da época.
Dietrich tornou-se cidadã norte-americana em 1939 e, durante toda a Segunda Guerra Mundial, era uma “entertainer”  da linha de frente. Embora ainda fizesse filmes ocasionais após a Segunda Guerra Mundial, Dietrich passou a maior parte da década de 50 até à década de 70 em turnê pelo mundo, cantando e dançando. Dietrich ficou conhecida pelos seus esforços humanitários durante a guerra, abrigando exilados alemães e franceses, dando-lhes apoio financeiro, e até mesmo ao defender a sua cidadania dos EUA. Pelo seu trabalho fde melhorar a moral nas linhas de frente na Segunda Guerra Mundial recebeu honras dos EUA, França, Bélgica e Israel.
Marlene Dietrich um dos ícones do cinema americano, foi eleita pelo AFI como a 10° Lenda Feminina do cinema americano.
   

Freud nasceu há 165 anos

    
Sigmund Schlomo Freud (Freiberg in Mähren, 6 de maio de 1856 - Londres, 23 de setembro de 1939), mais conhecido como Sigmund Freud, foi um médico neurologista e criador da Psicanálise. Freud nasceu numa família judaica, em Freiberg in Mähren, na época pertencente ao Império Austríaco. Atualmente a localidade é denominada Příbor, na República Checa.
Freud iniciou seus estudos pela utilização da técnica da hipnose como forma de acesso aos conteúdos mentais no tratamento de pacientes com histeria. Ao observar a melhoria de pacientes de Charcot, elaborou a hipótese de que a causa da doença era psicológica, não orgânica. Essa hipótese serviu de base para seus outros conceitos, como o do inconsciente. Freud também é conhecido por suas teorias dos mecanismos de defesa, repressão psicológica e por criar a utilização clínica da psicanálise como tratamento da psicopatologia, através do diálogo entre o paciente e o psicanalista. Freud acreditava que o desejo sexual era a energia motivacional primária da vida humana, assim como suas técnicas terapêuticas. A sua obra fez surgir uma nova compreensão do ser humano: um animal dotado de razão imperfeita influenciado por seus desejos e sentimentos que cria na mente destes um tormento pela contradição entre esses impulsos e a vida em sociedade. Factos como a descrição de pacientes curados através do diálogo por Josef Breuer e a morte do colega Ernst von Fleischl-Marxow, por overdose do antidepressivo da época, a cocaína, levou-o ao abandono das técnicas de hipnose e drogas para utilizar uma nova metodologia: a cura pela conversa, a Psicanálise, em favor da interpretação de sonhos e da livre associação, como vias de acesso ao inconsciente.
As suas teorias e seu tratamento com seus pacientes foram controversos na Viena do século XIX, e continuam a ser muito debatidos hoje. As suas ideias são frequentemente discutidas e analisadas como obras de literatura e cultura geral em adição ao contínuo debate ao redor delas no uso como tratamento científico e médico.
     

quarta-feira, maio 05, 2021

A Imperatriz Eugénia de Montijo nasceu há 195 anos


A Imperatriz Eugénia de Montijo (nome completo: Maria Eugénia Ignacia Augutina Polafox y Kirck Patrick de Guzman, Granada, 5 de maio de 1826 - Madrid, 11 de julho de 1920) foi marquesa de Ardales, marquesa de Moya, a 19ª Condessa de Teba, condessa de Montijo, e como esposa de Napoleão III, Imperador dos franceses, foi Imperatriz da França.
Filha mais jovem das duas do conde Cioprian Polafox Portucarrero 8º conde de Montijo e de Maria Manuela Kirck Patrick de Closbourn e De Grevigné.
Após a morte do pai em 1839, e o casamento de sua irmã mais velha, a Duquesa Maria Francisca Portocerrero Kirck Patrick, 12ª Duquesa de Peñaranda, em 14 de fevereiro de 1848 com o Duque Jaime Fitz-James Stuart y Ventimiglia, 15° Duque de Alba, passou juntamente com a sua mãe a residir em Paris, onde passou a frequentar as festas da alta sociedade, passando a ser cortejada pelo então presidente Carlos Luis Napoleão Bonaparte, futuro Napoleão III de França.
Conta-se que Eugénia era possuidora de uma beleza extraordinária, e que seus cabelos muito longos eram de um castanho pouco comum, conhecido como castanho-ticiano, fora educada no convento do Sacre Coeur, em Paris.
Diz-se que um dia em uma conversa mais intima ao pé do ouvido, Napoleão III perguntou-lhe,"qual é o caminho mais curto para os seus aposentos", e ela respondeu-lhe "Pela Capela meu senhor, pela Capela".
Casaram-se em Paris no dia 19 de janeiro de 1853, e Eugénia ousou ser uma das primeiras noivas a casar-se de branco - seguindo o exemplo da rainha Vitória, da Inglaterra - numa época em que as noivas se casavam de azul, verde e até de vermelho:
"O branco começou a ser utilizado apenas em 1840, quando a Rainha Vitória casou-se com o Príncipe Alberto de Saxe. Nessa época era a cor azul que simbolizava pureza, enquanto o branco era símbolo de riqueza. Como a cor branca não era geralmente escolhida para o vestido de noiva, a Rainha Vitória surpreendeu a todos e lançou a tendência – que logo foi copiada por mulheres de todo continente europeu e americano."
Nasceu em Paris no dia 16 de março de 1856 o seu único filho, o Príncipe-Imperial Napoleão Eugénio, que viria a falecer tragicamente na África do Sul em 1 de junho de 1879 em confronto com uma tribo zulu.
Após a queda do II Império foi, juntamente com o marido, para o exílio na Inglaterra e quando este morreu em Chislehurst, Kent no dia 9 de novembro de 1873, passou a residir em Biarritz onde nos tempos de imperatriz costumava passar o verão e após no Palácio de Liria e no de Dueñas em Sevilha.
Interessada em novidades tecnológicas, quis conhecer pessoalmente o dirigível de Alberto Santos Dumont, embora vivesse reclusa em sua velhice:
"Uma senhora altiva e cheia de dignidade desejou conhecer o dirigível de Santos Dumont: a Imperatriz Eugénia de Montijo, viúva de Napoleão III, em cuja fronte "luziu o diadema de safiras e diamantes que resplandeceu nas cabeças de Josefina de Beauharnais e de Maria Luísa de Áustria." A ex-soberana dos franceses, da qual ainda podemos admirar a formosura na tela de Winterhalter mulher de "fisionomia e espáduas de rara perfeição", que tinha os pés e as mãos "de uma andaluza de puro sangue", havia se transformado numa "sombra dolorida e silenciosa". Ela vivia num retiro absoluto, completamente afastada da sociedade, sobretudo depois do desaparecimento de seu filho, o príncipe Eugénio Luís, herdeiro do trono, que em 1879 foi morto na África do Sul, durante a guerra dos ingleses contra os zulus. Ninguém conseguia vê-la, Eugénia evitava jornalistas e fotógrafos, (...) portanto foi com desvanecimento que Alberto recebeu, no dia 23 de janeiro a visita desta grande dama (...) Eugénia, trajada de preto, chegou ao hangar numa carruagem fechada (...) achava-se com quase oitenta anos, mas o rosto exibia os vestígios da impressionante beleza que fascinara o filho de Hortênsia de Beauharnais.
Faleceu durante uma visita a Madrid no dia 11 de junho de 1920, aos 94 anos, e foi sepultada na cripta imperial da St Michael's Abbey, Farnborough, Condado de Hampshire, ao lado do filho e do marido.
 
    

Porque a Poesia está acima da morte...

(imagem daqui)
      
  
Elegia para Mário Quintana, vivo
  
Antes que escape
e não adivinhe o exacto momento,
antecipo-me a Sua Ex.ª
e auguro-lhe, tarde, a vida eterna.
  
Já agora, continue os seus
Apontamentos de História Sobrenatural:
por porta travessa faça chegar
o Manual do Perfeito Abismo.
  
E fale dessa história obsessiva
do cricrilar dos grilos
(parecido com o cantarolar
dos seus vermes?)
  
Diga ao menos se conseguiu
encontrar Botticelli,
de quem o senhor descende:
entreajudem-se.
  
E, se a coisa o não embaraçar,
ilumine-nos com a enormidade
da sapiência divina.
Peça-lhe (é preciso audácia
com Deus) que assine
a sua ordem de expulsão
– e volte, gestante,
pelo túnel de outra vida.

    
   
in A Ignorância da Morte (1978) - António Osório

Pío Leyva nasceu há 104 anos


(imagem daqui)

Pío Leyva (Morón, 5 de maio de 1917 – Havana, 22 de março de 2006), é tido com um dos ícones da música cubana. Maestro e crooner, possuía uma voz marcante para a música cubana.
Leyva participou no sucesso Buena Vista Social Club, que, pelas mãos de Win Winders e Ray Cooder, girou o mundo e colocou a música cubana novamente em destaque. Ao lado de Ibrahim Ferrer, Omara Portuondo, "Puntillita", Compay Segundo e outros, Pío é considerado um dos mestres do Cuaguancó, ritmo consagrado pela velha guarda cubana.
Em 2002, novamente pelas mãos de Winders, Pío Leyva mostrou o seu talento, na época com 85 anos de idade, mostrou fôlego para atuar no CD/DVD The Songs of Cuba, trabalho pós Buena Vista que apresenta as novidades da música cubana, muitas delas inspiradas pelos grandes mestres do Buena Vista Social Club.
Nascido em 1917, morador de Miramar, Pío Leyva possuia formação musical clássica, porém, assim como muitos artistas cubanos, foi levado pelo swing e sensualidade da popular música cubana, do mambo até à salsa. Leyva, que ganhou uma competição de bongós aos seis anos de idade e que começou uma carreira musical em 1932, será sempre lembrado pelo carisma que possuía.

 


O perfume Chanel Nº 5 foi lançado há um século

 

Chanel Nº 5 é uma marca de perfume lançada em 1921, constituindo-se no mais importante e conhecido perfume da Chanel S.A., líder de vendas em todo o mundo. Coco Chanel foi a primeira pessoa a estrelar uma campanha do perfume, aparecendo num anúncio publicado pela revista Harper's Bazaar em 1937.

 

História

Foi o primeiro perfume da Maison Chanel, tendo sido lançado em 1921. Coco Chanel pretendia criar um perfume de aroma inimitável, em suas palavras "um perfume com cheiro de mulher" ( de matéria prima, baunilha). O seu nome surgiu por ser o quinto aroma a ser produzido e por ser o número da sorte da estilista, que o apresentou aos seus amigos no dia 5 de maio.

Foi o primeiro a incorporar aldeído, nota sintética capaz de realçar o aroma dos ingredientes naturais presentes na fórmula.

 

Marilyn Monroe e o Sucesso do Perfume 

O sucesso do perfume deve-se também à atriz norte-americana Marilyn Monroe, que eternizou o seu uso ao declarar que dormia despida, com apenas duas gotas do perfume, contribuindo para tornar o perfume líder de vendas no mundo.

 

in Wikipédia

D. Afonso III nasceu há 811 anos

  
D. Afonso III de Portugal (Coimbra, 5 de maio de 1210Coimbra, 16 de fevereiro de 1279), cognominado O Bolonhês por ter sido casado com a condessa Matilde II de Bolonha, foi o quinto Rei de Portugal. Afonso III era o segundo filho do rei Afonso II e da sua mulher, Urraca de Castela, e sucedeu ao seu irmão, o rei D. Sancho II, em 1248.
  
Brasão de Afonso III, que se tornou o brasão de Portugal...
   

Ian McCulloch, vocalista dos Echo & the Bunnymen, faz hoje 62 anos

  
Ian Stephen McCulloch (Liverpool, 5 de maio de 1959) é um cantor inglês, vocalista do grupo de rock Echo & the Bunnymen.
   

 


Goodbye Bobby Sands...

O exército luso-inglês venceu o exército de Napoleão em Fuentes de Oñoro há 210 anos

    
A Batalha de Fuentes de Oñoro foi travada entre as forças aliadas (britânicos e portugueses), sob o comando do tenente-general Sir Arthur Wellesley, e as forças francesas, sob o comando do Marechal André Massena, entre os dias 3 e 5 de maio de 1811, no âmbito da Guerra Peninsular, após a 3ª invasão de Portugal. A tentativa feita por Massena para libertar a praça de Almeida, onde ainda existia uma guarnição francesa, falhou, pois a batalha resultou numa vitória das forças anglo-lusas.
   
(...)
    
As forças anglo-lusas sofreram 1.804 baixas (241 mortos, 1.247 feridos e 316 desaparecidos); quase 40% das baixas pertenceram à 1ª Divisão. Os franceses sofreram 2.844 baixas (343 mortos, 2.287 feridos e 214 desaparecidos), a maior parte nos VI e IX CE. A praça de Almeida continuou em posse dos franceses até à noite de 10 para 11 de maio, quando a guarnição francesa conseguiu passar através das forças anglo-lusas que cercavam a praça e escapar para Espanha.
  

Marx nasceu há 203 anos

 

   
O pensamento de Marx influencia várias áreas, tais como Filosofia, Geografia, História, Direito, Sociologia, Literatura, Pedagogia, Ciência Política, Antropologia, Biologia, Psicologia, Economia, Teologia, Comunicação, Administração, Design, Arquitetura, entre outras. Numa pesquisa realizada pela Radio 4, da BBC, em 2005, foi eleito o maior filósofo de todos os tempos.
 
    

Dalva de Oliveira nasceu há 104 anos

  
Vicentina de Paula Oliveira, conhecida como Dalva de Oliveira, (Rio Claro, 5 de maio de 1917 - Rio de Janeiro, 31 de agosto de 1972) foi uma consagrada cantora e compositora brasileira, de ascendência portuguesa, sendo considerada uma das mais importantes cantoras do Brasil, e dona de uma voz poderosa, marcando época como intérprete.
Segundo a revista Rolling Stone, Dalva de Oliveira foi considerada a 32ª maior voz da música brasileira de todos os tempos.

 


Bobby Sands morreu há quarenta anos...

   
Robert Gerard "Bobby" Sands (Irish: Roibeárd Gearóid Ó Seachnasaigh; Newtownabbey, 9 March 1954 – Maze, County Down, 5 May 1981) was an Irish volunteer of the Provisional Irish Republican Army who died on hunger strike while imprisoned in HM Prison Maze.
He was the leader of the 1981 hunger strike in which Irish republican prisoners protested against the removal of Special Category Status. During his strike he was elected as a member of the British Parliament as an Anti H-Block/Armagh Political Prisoner candidate. His death resulted in a new surge of IRA recruitment and activity. International media coverage brought attention to the hunger strikers, and the republican movement in general, attracting both praise and criticism.
Sands was born into a Roman Catholic family in Abbots Cross, and lived in Doonbeg Drive, Newtownabbey, County Antrim, until 1960 when the family was forced to move to Rathcoole, Newtownabbey. His first sister, Marcella, was born in April 1955 and second sister, Bernadette, in November 1958. His parents, John and Rosaleen, had another son, John, in 1962. On leaving school, Bobby became an apprentice coach-builder until he was forced out at gunpoint by loyalists.
In June 1972, at the age of 18, Bobby moved with his family to the Twinbrook housing estate in west Belfast, and had to leave Rathcoole due to loyalist intimidation.
He married Geraldine Noade. His son, Gerard, was born 8 May 1973. Noade soon left to live in England with their son.
Sands' sister, Bernadette Sands McKevitt, is also a prominent Irish Republican. Along with her husband Michael McKevitt she helped to form the 32 County Sovereignty Movement and is accused of involvement with the Real Irish Republican Army. Sands McKevitt is opposed to the Belfast Agreement, stating that "Bobby did not die for cross-border bodies with executive powers. He did not die for nationalists to be equal British citizens within the Northern Ireland state."
    
  
IRA activity
In 1972, Sands joined the Provisional IRA. He was arrested and charged in October 1972 with possession of four handguns found in the house where he was staying. Sands was convicted in April 1973 sentenced to five years' imprisonment and released in April 1976. Upon his release from prison in 1976, he returned to his family home in West Belfast, and resumed his active role in the Provisional IRA's cause. He was charged with involvement in the October 1976 bombing of the Balmoral Furniture Company in Dunmurry. He was never convicted of this charge; the presiding judge stated that there was no evidence to support the assertion that Sands had taken part in the bombing. After the bombing, Sands and at least five others were alleged to have been involved in a gun battle with the Royal Ulster Constabulary, although Sands was not convicted due to lack of evidence. Leaving behind two of their wounded friends, Seamus Martin and Gabriel Corbett, Sands, Joe McDonnell, Seamus Finucane, and Sean Lavery tried to escape in a car, but were apprehended. Later, one of the revolvers used in the attack was found in the car in which Sands had been travelling. In 1977, prosecutors charged him with possession of the revolver from which bullets were fired at the RUC after the bombing. After his trial and conviction, Sands was sentenced to 14 years' imprisonment within HM Prison Maze, also known as Long Kesh.
Immediately after his sentence, Sands was implicated in a ruckus and spent the first 22 days "on boards" (all furniture was removed from his cell) in Crumlin Road Prison, 15 days naked, and a No. 1 starvation diet (bread and water) every 3 days.
In prison, Sands became a writer of both journalism and poetry, with work published in the Irish republican newspaper An Phoblacht. In late 1980 Sands was chosen as Officer Commanding of the Provisional IRA prisoners in Long Kesh, succeeding Brendan Hughes who was participating in the first hunger strike.
Republican prisoners organised a series of protests seeking to regain their previous Special Category Status which would free them from some ordinary prison regulations. This began with the "blanket protest" in 1976, in which the prisoners refused to wear prison uniform and wore blankets instead. In 1978, after a number of attacks on prisoners leaving their cells to "slop out" (i.e., empty their chamber pots), this escalated into the "dirty protest", wherein prisoners refused to wash and smeared the walls of their cells with excrement.

While in prison Sands had several letters and articles published in the Republican paper An Phoblacht (en: Republican News) under the pseudonym "Marcella". Other writings attributed to him are: Skylark Sing Your Lonely Song and One Day in My Life. Sands also wrote the lyrics of "Back Home in Derry" and "McIlhatton", which were both later recorded by Christy Moore; and he wrote "Sad Song For Susan" which was later recorded. The melody of "Back Home in Derry" was borrowed from Gordon Lightfoot's famous 1976 song "The Wreck of the Edmund Fitzgerald."
   
MP
Shortly after the beginning of the strike, Frank Maguire, the Independent Republican MP for Fermanagh and South Tyrone, died suddenly of a heart attack, precipitating the April 1981 by-election.
The sudden vacancy in a seat with a nationalist majority of about five thousand was a valuable opportunity for Sands' supporters to unite the nationalist community behind their campaign. Pressure not to split the vote led other nationalist parties, notably the Social Democratic and Labour Party, to withdraw, and Sands was nominated on the label "Anti H-Block / Armagh Political Prisoner". After a highly polarised campaign, Sands narrowly won the seat on 9 April 1981, with 30,493 votes to 29,046 for the Ulster Unionist Party candidate Harry West - and also become the youngest MP at the time. However Sands died in prison less than a month afterwards, without ever having taken his seat in the Commons.
Following Sands' success, the British Government introduced the Representation of the People Act 1981 which prevents prisoners serving jail terms of more than one year in either the UK or the Republic of Ireland from being nominated as candidates in British elections. This law was introduced in order to prevent the other hunger strikers from being elected to the British parliament.
   
Hunger strike
he 1981 Irish hunger strike started with Sands refusing food on 1 March 1981. Sands decided that other prisoners should join the strike at staggered intervals in order to maximise publicity with prisoners steadily deteriorating successively over several months. The hunger strike centred on five demands:
  1. The right not to wear a prison uniform;
  2. The right not to do prison work;
  3. The right of free association with other prisoners, and to organise educational and recreational pursuits;
  4. The right to one visit, one letter and one parcel per week;
  5. Full restoration of remission lost through the protest.
The significance of the hunger strike was the prisoners' aim of being declared political prisoners (or prisoners of war) as opposed to criminals. The Washington Post reported that the primary aim of the hunger strike was to generate international publicity.

Death
Sands died on 5 May 1981 in Maze prison hospital after 66 days of hunger-striking, aged 27. The original pathologist's report recorded the hunger strikers' causes of death as "self-imposed starvation", later amended to simply "starvation" after protests from the dead strikers' families. The coroner recorded verdicts of "starvation, self-imposed".
The announcement of Sands's death prompted several days of rioting in nationalist areas of Northern Ireland. A milk deliverer, Eric Guiney, and his son, Desmond, died as a result of injuries sustained when their milk float crashed after being stoned by rioters in a predominantly nationalist area of north Belfast. Over 100,000 people lined the route of Sands's funeral and he was buried in the 'New Republican Plot' alongside 76 others. Their grave is maintained and cared for by the National Graves Association, Belfast. Sands was a Member of the Westminster Parliament for 25 days, though he never took his seat or the oath.
In response to a question in the House of Commons on 5 May 1981, British Prime Minister Margaret Thatcher said, "Mr. Sands was a convicted criminal. He chose to take his own life. It was a choice that his organisation did not allow to many of its victims".
Sands was survived by his parents, siblings, and his son, Gerard.
  

Adele faz hoje 33 anos!

 
Adele Laurie Blue Adkins (Londres, 5 de maio de 1988), mais conhecida como Adele, é uma cantora e compositora britânica, nascida e criada no distrito de Tottenham, em Londres. Ela foi a primeira artista a receber o prémio Critics' Choice do BRIT Awards e foi nomeada a "Artista Revelação", em 2008, pelos críticos da BBC. Vencedora de nove Grammy Awards, quatro BRIT Awards, um Golden Globe Award e um Óscar, ela alcançou o auge da carreira ao lançar o álbum 21, com o qual bateu vários recordes e dominou as paradas de sucesso dos Estados Unidos e Reino Unido, com o single "Rolling In The Deep". 21 já vendeu mais de 25 milhões de cópias no mundo todo. O sucesso fez Adele receber várias menções no Guiness Book, por ser a primeira mulher a ter ao mesmo tempo, dois singles ("Rolling in the Deep" e "Someone Like You") e dois álbuns (19 e 21) simultaneamente no top 5 das paradas britânicas, facto esse, que só a banda The Beatles tinha alcançado em 1964. Ela sendo a primeira artista a vender mais de 3 milhões de cópias de um álbum em um ano no Reino Unido e depois com o terceiro lançamento do álbum, "Set Fire to the Rain", Adele se tornou a primeira artista da história a liderar a Billboard 200 consecutivamente 3 vezes no n° #1. Ela também superou recordes de cantores como Michael Jackson, Whitney Houston, Madonna e Beyoncé.