sexta-feira, janeiro 15, 2021

Victoria de los Ángeles morreu há dezasseis anos

Victoria de los Ángeles López García (Barcelona, 1 de noviembre de 1923 – Barcelona, 15 de enero de 2005) fue una soprano española.
  
  (...)
 
Modelo de la antidiva, huyó de las alharacas inherentes a su profesión. Hay una anécdota que refleja perfectamente el carácter de Victoria y muestra el aprecio que suscitaba allá adonde iba: una vez, la gran Renata Tebaldi tuvo que abandonar el Met e ir a Italia, ya que había muerto su madre. Era Navidad y Rudolf Bing, gerente del teatro neoyorquino, le suplicó que sustituyera a la de Pésaro en La Traviata. Victoria accedió y Bing, agradecido, hizo venir de Viena nada menos que a los Niños Cantores para que le dedicaran unos villancicos, lo que hicieron en medio de la ovación de un público entregado.
Aclamada en el escenario y maltratada por la vida, Victoria de los Ángeles tuvo que lidiar con tragedias reales que supo asumir y superar trasladándolas a su expresión vocal. Estuvo casada con Enrique Magriñá, con el que tuvo dos hijos. El mayor falleció unos años antes que ella. El segundo padece el síndrome de Down. Alejada del mundanal ruido por decisión propia, no se volvió a tener noticias de ella hasta el 15 de enero del 2005, cuando, víctima de una bronquitis, se iba para siempre, a los 81 años, una de las más grandes voces del siglo XX.

 


Nasser nasceu há 103 anos

  
Gamal Abdel Nasser (Alexandria, 15 de janeiro de 1918 - Cairo, 28 de setembro de 1970) foi um militar e político egípcio, presidente do seu país de 1954 até à sua morte.
Depois de ter frequentado o ensino liceal entrou na Real Academia Militar, na qual se formou em 1938, onde terá reunido os membros do Movimento dos Oficiais Livres. A sua sociedade revolucionária planeava mudar o rumo dos acontecimentos. Para tal pretendia afastar o rei Faruk I, aproveitando o insucesso da campanha egípcia contra Israel em 1948 e conduziu a uma radical alteração das políticas governamentais. No ano seguinte 1953 a monarquia foi abolida, implantada uma republica onde passou a ser presidente, e os partidos banidos.
Notabilizou-se, ao lado de Jawaharlal Nehru e outros, como um dos líderes carismáticos do movimento terceiro-mundista, o que lhe rendeu grande fama em todos os países do dito "Terceiro Mundo". Nasser promoveu, durante os seus quase vinte anos no poder, forte política nacionalista, fomentando o movimento pan-arabista, e acabou por levar o Egito a uma efémera associação com a Síria (a República Árabe Unida). Um marco importante de sua liderança foi a nacionalização do Canal de Suez, que resultou na Guerra de Suez (1956), em função da resposta militar de França e Inglaterra. As duas potências coloniais do século XIX, contudo, viriam a descobrir que o mundo do pós-Segunda Guerra Mundial já não lhes pertencia. Sem o apoio norte-americano ou soviético, os exércitos francês e britânico foram obrigados a retirar-se do Egito.
A sua maior derrota política e militar foi na guerra dos seis dias, em 1967, onde perdeu boa parte do seu poderio militar (aeronáutico), atacado pelos israelitas, quando estava preparado para retomar as colinas de Golan na Síria, invadidas por Israel. Perdeu igualmente parte do Sinai, também para Israel.
 
(...)
 
As tensões na Jordânia, entre uma OLP cada vez mais autónoma e o governo do Rei Hussein, estavam se agravando e uma campanha militar foi lançada para derrotar as forças da OLP. A ofensiva elevou os riscos de uma guerra regional e levou Nasser a realizar uma reunião de emergência da Liga Árabe no dia 27 de setembro, no Cairo, onde ele arranjou um cessar-fogo.  
Nasser sofreu um ataque cardíaco. Ele foi imediatamente transportado para sua casa, onde seus médicos cuidaram dele. Nasser morreu várias horas depois, por volta das 18.00 horas. Mohamed Hassanein Heikal, Anwar Al Sadat e a esposa de Nasser, Tahia Kazem, estavam ao seu lado no seu leito de morte. Segundo o seu médico, al-Sawi Habibi, a provável causa de morte de Nasser foi arteriosclerose, varizes e complicações da diabetes de longa data. Nasser era um fumador com uma história familiar de doença cardíaca - dois de seus irmãos morreram com cerca de cinquenta anos, da mesma condição. O estado da saúde de Nasser não era conhecido do público antes da sua morte. Ele já havia sofrido ataques cardíacos em 1966 e setembro de 1969. 
  

Martin Luther King nasceu há 92 anos

  
Martin Luther King Jr. (Atlanta, 15 de janeiro de 1929 - Memphis, 4 de abril de 1968) foi um pastor protestante e ativista político estadunidense. Tornou-se um dos mais importantes líderes do movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos, e no mundo, com uma campanha de não violência e de amor ao próximo.
Um pastor batista, King tornou-se um ativista dos direitos civis no início de sua carreira. Ele liderou, em 1955, o boicote aos autocarros de Montgomery e ajudou a fundar a Conferência da Liderança Cristã do Sul (SCLC), em 1957, servindo como o seu primeiro presidente. Os seus esforços levaram à Marcha sobre Washington de 1963, onde ele fez o seu discurso "I Have a Dream".
Em 14 de outubro de 1964 King recebeu o Prémio Nobel da Paz, pelo o combate à desigualdade racial através da não violência. Nos anos que antecederam a sua morte, ele expandiu o seu foco de luta e debate para incluir a pobreza e a Guerra do Vietname, perdendo muitos dos seus aliados liberais com um discurso de 1967, intitulado "Além do Vietname".
King foi assassinado a 4 de abril de 1968, em Memphis, Tennessee. Ele recebeu, postumamente, a Medalha Presidencial da Liberdade, em 1977, e Medalha de Ouro do Congresso, em 2004; o Dia de Martin Luther King, Jr. foi estabelecido como um feriado federal dos Estados Unidos em 1986. Centenas de ruas nos EUA também foram renomeadas em sua homenagem.
   
(...)
   
Em 1986 foi estabelecido um feriado nacional nos Estados Unidos para homenagear Martin Luther King, o chamado Dia de Martin Luther King - sempre na terceira segunda-feira do mês de janeiro, data próxima do aniversário de King. Em 1993, pela primeira vez, o feriado foi cumprido por todos os estados do país.
       

Ronnie Van Zant, vocalista dos Lynyrd Skynyrd, nasceu há 73 anos

Ronald Wayne "Ronnie" Van Zant (Jacksonville, Flórida, 15 de janeiro de 1948Gillsburg, Mississippi, 20 de outubro de 1977) foi o vocalista, compositor e membro fundador da banda de southern rock Lynyrd Skynyrd.
   
Lynyrd Skynyrd
Van Zant formou os Lynyrd Skynyrd no verão de 1964 com amigos e colegas de escola: Allen Collins (guitarra), Gary Rossington (guitarra), Larry Junstrom (baixo), e Bob Burns (baterista). O nome Lynyrd Skynyrd foi inspirado num professor que tinham na escola: Leonard Skinner, que não gostava de estudantes com cabelos longos.
O reconhecimento nacional da banda deu-se em 1973, com o lançamento do álbum (Pronounced 'Lĕh-'nérd 'Skin-'nérd) com algumas das músicas favoritas dos fãs como: "I Ain't The One", "Tuesday's Gone", "Gimme Three Steps", "Simple Man" e "Freebird". A música que se tornou mais conhecida da banda foi "Sweet Home Alabama" do álbum Second Helping
 
Vida Pessoal
Van Zant casou duas vezes. O seu primeiro casamento foi com Nadine Inscoe e desse casamento nasceu a sua primeira filha, Tammy Van Zant. Casou pela segunda vez com Judy Seymour e teve a sua segunda filha, Melody Van Zant. Van Zant era conhecido por ser supersticioso; odiava cobras e detestava voar.
 
Morte
No dia 20 de outubro de 1977 o avião Convair 240 que transportava toda a banda de Greenville, South Carolina para Baton Rouge, Louisiana caiu em Gillsburg, Mississippi. Nesse acidente morreram Van Zant, os membros da banda Steve Gaines e Cassie Gaines, um produtor assistente da banda, o piloto e o co-piloto. Os restante elementos da banda sobreviveram, mas seriamente feridos.
Ronnie sempre disse às pessoas mais próximas que ele não viveria até aos seus 30 anos e que gostaria de morrer com as suas botas. Estranhamente morreu 3 meses antes de seu trigésimo aniversário.
O irmão mais novo de Ronnie, Johnny Van Zant tornou-se o novo vocalista da banda quando ela se reuniu novamente em 1987.
  

 


Os Atentados de Ouagadougou foram há cinco anos


Os Atentados de Ouagadougou foram uma série de ataques que aconteceram na cidade de Ouagadougou, a capital de Burkina Faso, no oeste da África. Tudo começou a 15 de janeiro de 2016, quando um grupo fortemente armado invadiu o restaurante Cappuccino no Hotel Splendid e fez dezenas de reféns. As forças de segurança locais reagiram e intensos combates foram travados. Pelo menos 23 pessoas (de várias nacionalidades) morreram num período de vinte e quatro horas (o número de fatalidades aumentou para 29 no dia seguinte e depois para trinta), com outras 20 sendo feridas. Cerca de 176 pessoas que foram inicialmente feitas de reféns acabaram sendo libertadas pela polícia de Ouagadougou e o cerco foi oficialmente encerrado no dia 16 de janeiro. Contudo, outros ataques, como ao hotel YIBI, também foram reportados. A segurança na capital de Burkina Faso foi reforçada e ao menos quatro terroristas foram mortos.

A organização terrorista Al Qaeda no Magrebe Islâmico foi dita pelas autoridades locais como a responsável pelos ataques. Vários países de todo o mundo condenaram os atentados.


País das vítimas
N.º
 Burkina Faso 10
 Canadá 6
 Ucrânia 4
 França 2
  Suiça 2
 Itália 1
 Portugal 1
 França/ Marrocos 1
 USA 1
Países Baixos
1
 Líbia 1
Total 30

 


O poeta Osip Mandelstam nasceu há cento e trinta anos

 

Osip Mandelstam ou Ossip Mandelstam (Varsóvia, 15 de janeiro de 1891 - Vtoraya Rechka, 27 de dezembro de 1938) foi um poeta russo, um dos principais nomes do acmeísmo.

Osip, após um período de afastamento dos agrupamentos literários de então, acabou por falecer num campo de prisioneiros estalinista, em 1938, na Sibéria.

Após escrever um poema anti-estalinista chamado Epigrama de Estaline, este levou-a a ser preso, em 1934.

Poucos meses depois, porém, foi solto. Isto provou ser um alívio temporário. Nos anos seguintes, Mandelstam escreveu uma coleção de poemas conhecida como a Voronezh Notebooks, que incluiu o ciclo Versos sobre a Soldado Desconhecido. Ele também escreveu vários poemas que pareciam glorificar Estaline (incluindo "Ode a Estaline").

Em 1937, no início do Grande Purga, foi acusando novamente de abrigar visões anti-soviéticas e, em cinco de maio de 1938 foi preso acusado de "atividades contra-revolucionárias" e quatro meses mais tarde, em dois de agosto de 1938, Mandelstam foi condenado a cinco anos em campos de trabalhos forçados. Ele chegou a Vtoraya Rechka, próximo de Vladivostok, no Extremo Oriente da Rússia, de onde conseguiu enviar uma nota à sua esposa, pedindo roupas quentes, que nunca recebeu. A causa oficial de sua morte é doença não especificada.

Em 1956 Ossip Mandelstam foi reabilitado e declarado exonerado das acusações feitas contra ele em 1938. Em 28 de outubro de 1987 durante o governo de Mikhail Gorbachev, Mandelstam foi inocentado das acusações de 1934 e portanto, totalmente reabilitado. Em 1977, um asteroide passou a ser o planeta menor 3461 Mandelshtam - descoberto pelo astrónomo soviético Nikolai Stepanovich Chernykh, foi assim nomeado em sua homenagem.

 

in Wikipédia

 Eu não podia sentir no nevoeiro

  

Tua imprecisa imagem de ansiedade,
Oh meu Deus,foi o sussurro que primeiro
Me saiu do peito bem contra vontade.
  
O nome de Deus,como um pássaro grande,
Do meu peito a voar se despedia!
À minha frente paira um névoa espessa,
Atrás ficava uma gaiola vazia...

Aristóteles Onassis nasceu há 115 anos


Aristóteles Onassis (Esmirna, 15 de janeiro de 1906 - Neuilly-sur-Seine, 15 de março de 1975) foi um empreendedor e magnatagrego. Onassis adquiriu sua fortuna como empresário de marinha mercante, tornando-se um dos empresários mais ricos e famosos do mundo.

 

Vida

Aristóteles Sócrates Onassis nasceu numa família grega que vivia em Esmirna, região da Asia Menor onde muitos gregos moravam e que depois da Primeira Guerra Mundial era território grego, e que se dedicava ao comércio de tabaco. Em 1922, após uma tentativa frustrada de invadir Istambul, o governo grego perdeu o controle que estabelecera em Esmirna em 1919 e aceitou uma troca de civis. Cerca de 400 mil turcos que habitavam na Grécia voltaram para sua terra de origem, enquanto que um milhão de helenos chegaram à Grécia como refugiados. A família de Onassis estava nesse grupo.

Em 1927, partiu em direção à Argentina como refugiado, onde tentaria uma nova vida. Em Buenos Aires, falsificou a sua identidade para "envelhecer" seis anos e ter condições legais de trabalhar. Tornou-se telefonista da British United River Plate Telephone Company e, nas horas vagas, estudava por conta própria o mercado financeiro. Com os poucos lucros obtidos pela especulação, pôde comprar roupas sofisticadas, passando a frequentar discretamente a alta sociedade portenha.

Aos poucos, os ganhos de Onassis se tornaram mais significativos e, com a ajuda de seu pai, que permanecera na Grécia, aventurou-se na importação de tabaco turco. A ideia surgiu após Onassis ouvir uma conversa telefónica entre um distribuidor de filmes argentino e um executivo do estúdio Paramount Pictures, onde comentavam uma declaração do ator Rodolfo Valentino sobre as coisas do Oriente estarem em evidência naquele momento. Onassis também considerou que o tabaco turco faria sucesso entre as mulheres, por ser mais suave que o cubano. Enganado por um empresário argentino, perdeu tudo o que possuía.  O seu contacto com a terra natal aumentou, e ele decidiu manter-se na exportação de tabaco. Para ampliar  a sua capacidade de transporte de tabaco, obteve empréstimos e comprou dois navios no Canadá.

Após um problema burocrático no porto de Roterdão, Onassis trocou a bandeira de seus barcos, agora com registo do Panamá. Com isso, trâmites como número de tripulantes, impostos e tipo de carga passaram a ser resolvidos com mais rapidez, barateando seus processos. Sempre humilde, persistente e criativo, conseguia empréstimos bancários com constância, aumentando o tamanho de sua frota.

Em 1946, casou-se com Athina Livanos, filha de Stavros Livanos, outro empresário grego do setor de marinha mercante. Mudou-se para os Estados Unidos, onde ganhou espaço no mercado de petroleiros e baleeiros. Em 1956, vendeu a sua frota baleeira para japoneses e, com o lucro, comprou navios petroleiros e fundou a companhia aérea Olympic Airways, tornando-se o homem mais rico do mundo. Após diversas negociações com o governo grego, a empresa obteve privilégios para se tornar a linha aérea nacional da Grécia, mesmo sendo propriedade privada.

Em 1959, Onassis iniciou um longo romance com a soprano americana Maria Callas. No ano seguinte, divorciou de Athina. A artista chegou a suspender a sua carreira para acompanhar o empresário, até que o grego anunciou o seu casamento com Jacqueline Kennedy, viúva do ex-presidente dos Estados Unidos John F. Kennedy, em 1968. Deprimida, Callas praticamente se retirou.

Na década de 70, o jornal britânico The Times considerou a fortuna do bilionário grego "incomensurável" e Onassis tornou-se o homem mais rico do mundo. Até hoje, foi o que mais tempo permaneceu nessa posição.

A Olympic Airways sobrevivia com dificuldades, mas a família Onassis quis mantê-la, dividindo-a em duas empresas. Com a morte de seu filho Alexander Onassis num acidente aéreo em 1974, Aristóteles ficou extremamente abalado e decidiu vender a Olympic Airways para o governo grego, que fez dessa companhia um sucesso. A fortuna de Onassis passou a ser considerada colossal.

 

Morte

 Os negócios com os petroleiros estavam bem, mas a saúde do milionário deteriorava. Onassis morreu em 15 de março de 1975 em Neuilly-sur-Seine, França, devido a complicações após uma cirurgia para tratar uma pneumonia, complicação de sua miastenia grave. Encontra-se sepultado na Ilha de Skorpios, na Grécia. A sua fortuna ficou com Christina Onassis, a sua única filha. Ela morreu em Buenos Aires em 1988, e a neta Athina Roussel acabou herdando a fortuna estimada em US$ 200 milhões. Entretanto, a herança foi administrada por um grupo de fiduciários escolhidos por Christina até Athina fazer dezoito anos. No dia 3 de dezembro de 2005, ela casou com o cavaleiro brasileiro Álvaro Affonso de Miranda Neto.

 

O físico Edward Teller nasceu há 113 anos

  

Edward Teller (Budapeste, 15 de janeiro de 1908 - Stanford, 9 de setembro de 2003) foi um físico teórico americano de origem húngara que, embora tenha alegado que não se importava com o título, é popularmente conhecido como "o pai da bomba de hidrogénio". Fez inúmeras contribuições para a física nuclear e molecular, espectroscopia (em particular, os efeitos Jahn-Teller e Renner-Teller) e a física de superfície. A sua extensão da teoria de decaimento beta de Enrico Fermi, sob a forma das chamadas transições Gamow-Teller, forneceram um passo importante na sua aplicação, enquanto o efeito Jahn-Teller e a teoria Brunauer-Emmett-Teller (BET) têm mantido sua formulação original e ainda são pilares da física e da química. Também fez contribuições à teoria de Thomas-Fermi, o precursor da teoria do funcional da densidade, uma ferramenta padrão moderna no tratamento da mecânica quântica de moléculas complexas. Em 1953, juntamente com Nicholas Metropolis e Marshall Rosenbluth, foi co-autor de um artigo que é um ponto de partida padrão para as aplicações do Método de Monte Carlo na mecânica estatística.

Teller imigrou para os Estados Unidos na década de 30, e foi um dos primeiros membros do Projeto Manhattan encarregados de desenvolver as primeiras bombas atómicas. Durante este tempo fez um esforço sério para desenvolver as primeiras armas baseadas em fusão, mas estes foram adiados até depois da Segunda Guerra Mundial. Após o seu depoimento controverso na audiência de habilitação de segurança do seu ex-colega de Los Alamos Robert Oppenheimer, Teller foi condenado ao ostracismo por grande parte da comunidade científica. Ele continuou a receber apoio do governo dos Estados Unidos e estabelecimento de pesquisa militar, particularmente por sua defesa para o desenvolvimento de energia nuclear, um arsenal nuclear forte, e um vigoroso programa de testes nucleares. Foi co-fundador do Laboratório Nacional de Lawrence Livermore (LLNL), e foi ao mesmo tempo o seu diretor titular e diretor associado por muitos anos.

Nos seus últimos anos, tornou-se especialmente conhecido por sua defesa de soluções tecnológicas controversas para ambos os problemas militar e civil, incluindo um plano para escavar um porto artificial no Alasca utilizando explosivos termonucleares no que foi chamado Projeto Chariot. Ele era um defensor vigoroso da Iniciativa Estratégica de Defesa de Reagan. Ao longo de sua vida, era conhecido tanto por sua capacidade científica e suas relações interpessoais difíceis e personalidade volátil, e é considerado uma das inspirações para o personagem Dr. Strangelove no filme de mesmo nome de 1964. 

 

in Wikipédia

O ator Lloyd Bridges nasceu há 108 anos

   
Lloyd Vernet Bridges, Jr. (San Leandro, 15 de janeiro de 1913Los Angeles, 10 de março de 1998) foi um ator norte-americano, que participou em inúmeras séries de televisão e apareceu em mais de 150 filmes. Bridges é mais conhecido pelo personagem Mike Nelson na série de televisão Sea Hunt (1958). É pai dos também atores Beau Bridges e Jeff Bridges.
   

Karl Liebknecht e Rosa Luxemburgo foram assassinados há 102 anos

    
Karl Liebknecht (Leipzig, 13 de agosto de 1871 - Berlim, 15 de janeiro de 1919) foi um político e dirigente socialista alemão.
Filho de Wilhelm Liebknecht e colaborador de Karl Marx e Friedrich Engels, Karl Liebknecht ficou conhecido por ter, com Rosa Luxemburgo, fundado a Liga Spartacus, em 1916. Este movimento de esquerda surgiu na Alemanha em oposição ao regime social-democrata vigente na República de Weimar, acusado pelos espartaquistas de ser cooptado pela burguesia.
Karl Liebknecht estudou direito nas Universidades de Leipzig e Berlim, concluindo o seu doutoramento na Universidade de Würzburg, em 1897. Abriu um escritório de advocacia e passou a defender causas sindicais e da juventude. Em 1900 aderiu ao Partido Social-Democrata da Alemanha. Passa a intensa militância política e funda em 1915, juntamente com Rosa Luxemburgo e outros, a Liga Spartacus, sendo expulso do SPD em 1916, aglutinando-se no Partido Social-Democrata Independente da Alemanha (USPD) e, depois da ruptura com este, no Partido Comunista da Alemanha (KPD).
Em 15 de janeiro de 1919, após o governo moderado alemão ter colocado as cabeças dos líderes da esquerda a prémio, Karl Liebknecht e Rosa Luxemburgo foram assassinados em Berlim. Entretanto, o movimento a que eles deram origem não morreu com os seus idealizadores, já que sua concepção acabou, principalmente através de sua principal teórica, Rosa Luxemburgo, influenciando diversos grupos e indivíduos, dando prosseguimento ao espartaquismo ou luxemburguismo.
Karl Liebknecht, juntamente com a Liga Spartacus, acabou por fundar o Partido Comunista da Alemanha, aliando-se a outros grupos comunistas da época, os Delegados Revolucionários e os Comunistas Internacionalistas. Com a morte de Liebknecht e Luxemburgo, o KPD acaba caindo na direção de Paul Levi, espartaquista que se aproximou da social-democracia anteriormente combatida e, posteriormente, passou ao comando de líderes pró-bolcheviques, sendo que a ala mais radical (principalmente os Comunistas Internacionalistas) juntou-se com a Esquerda de Breme e fundou o Partido Comunista Operário da Alemanha.
   
   
   
Rosa Luxemburgo, em polaco Róża Luksemburg (Zamość, 5 de março de 1871 - Berlim, 15 de janeiro de 1919), foi uma filósofa e economista marxista polaca e alemã, que se tornou mundialmente conhecida pela sua militância revolucionária ligada à Social-Democracia do Reino da Polónia e Lituânia (SDKP), ao Partido Social-Democrata da Alemanha (SPD) e ao Partido Social-Democrata Independente da Alemanha (USPD). Participou da fundação do grupo de tendência marxista do SPD, que viria a se tornar mais tarde o Partido Comunista da Alemanha (KPD).
Em 1915, após o SPD apoiar a participação alemã na Primeira Guerra Mundial, Luxemburgo fundou, ao lado de Karl Liebknecht, a Liga Espartaquista. Em 1 de janeiro de 1919, a Liga transformou-se no KPD. Em novembro de 1918, durante a Revolução Espartaquista, ela fundou o jornal Die Rote Fahne (A Bandeira Vermelha), para dar suporte aos ideais da Liga.
Luxemburgo considerou o levantamento espartaquista de janeiro de 1919, em Berlim, como um grande erro. Entretanto, ela acabaria por apoiar a insurreição que Liebknecht iniciou, sem seu conhecimento. Quando a revolta foi esmagada pelas Freikorps, milícias de direita composta por veteranos da Primeira Guerra que defendiam a República de Weimar, Luxemburgo, Liebknecht e alguns de seus seguidores foram capturados e assassinados. Luxemburgo foi fuzilada e o seu corpo deitado à água no Landwehr Canal, em Berlim.
  
(...)
  
Em 15 de janeiro de 1919, Rosa Luxemburgo, Karl Liebknecht e Wilhelm Pieck, líderes do Partido Comunista da Alemanha, foram presos e levados para interrogatório no Hotel Eden em Berlim. Enquanto que os detalhes das mortes de Luxemburgo e Liebknecht são desconhecidos, a versão mais aceite é de que foram retirados do hotel por paramilitares do grupo de direita Freikorps, que mais tarde iriam apoiar os nazis. Enquanto Luxemburgo e Liebknecht eram escoltados para fora do prédio, foram espancados até ficarem inconscientes. Pieck conseguiu fugir, enquanto Luxemburgo e Liebknecht foram levados, cada um, num jipe militar. O primeiro jipe, com Rosa Luxemburgo, virou antes da ponte Corneliusbrücke, numa pequena rua paralela ao curso de água conhecido como Canal do Exército (Landwehrkanal). Ela foi baleada e atirada, semi-morta, nas águas geladas de janeiro do Landwerkanal. O seu companheiro de luta, Karl, seguia no outro jipe, que cruzou a Corneliusbrücke e entrou numa das ruas desertas do parque Tiergarten. Ele foi baleado pelas costas, enquanto era induzido a caminhar. Morto, foi entregue como indigente num posto policial. Dois meses mais tarde, Jogiches foi morto, pelo mesmo grupo. O corpo de Rosa Luxemburgo só foi encontrado no final de junho. Os seus assassinos jamais foram condenados. Somente em 1999, uma investigação do governo alemão concluiu que as tropas de assalto haviam recebido ordens e dinheiro dos governantes social-democratas para matar Luxemburgo e Liebknecht.
Os corpos de Luxemburgo e Liebknecht estão enterrados no Cemitério Central de Freidrichsfelde, em Berlim. Todos os anos, socialistas e comunistas se reúnem no local na segunda segunda-feira de janeiro para homenageá-los.
   
   
        
(imagem daqui)
     
Epitáfio para Rosa Luxemburgo

Aqui jaz
Rosa Luxemburgo
Judia da Polónia
Vanguarda dos operários alemães
Morta por ordem
Dos opressores. Oprimidos
Enterrai as vossas desavenças!
  
  
Bertold Brecht

El-Rei D. Afonso V nasceu há 589 anos

   
D. Afonso V de Portugal, (Sintra, 15 de janeiro de 1432 - Sintra, 28 de agosto de 1481), foi o décimo-segundo Rei de Portugal, cognominado o Africano pelas conquistas no Norte de África. Filho do rei D. Duarte, sucedeu-lhe em 1438 com apenas seis anos. Por ordem paterna a regência foi atribuída a sua mãe, D. Leonor de Aragão mas passaria para o seu tio D. Pedro, Duque de Coimbra, que procurou concentrar o poder no Rei em detrimento da aristocracia e concluiu uma revisão na legislação conhecida como Ordenações Afonsinas. Em 1448 D. Afonso V assumiu o governo, anulando os editais aprovados durante a regência. Com o apoio do tio homónimo D. Afonso I, Duque de Bragança, declarou o tio D. Pedro inimigo do reino, derrotando-o na batalha de Alfarrobeira. Concentrou-se então na expansão no norte de África, onde conquistou Alcácer Ceguer, Anafé, Arzila, Tânger e Larache. Concedeu o monopólio do comércio na Guiné a Fernão Gomes, com a condição de este explorar a costa, o que o levaria em 1471 à Mina, onde descobriu um florescente comércio de ouro cujos lucros auxiliaram o rei na conquista. Em 1475, na sequência de uma crise dinástica, D. Afonso V casou com a sobrinha, D. Joana de Trastâmara, assumindo estes pretensões ao trono de Castela, que invadiu. Após não obter uma clara vitória na batalha de Toro, com sintomas de depressão, D. Afonso abdicou para o filho, D. João II de Portugal, falecendo em 1481.
  
(...)
   
No desenvolvimento da Guerra da Beltraneja assinou com os Reis Católicos o Tratado das Alcáçovas-Toledo, inicialmente na vila portuguesa de Alcáçovas, no Alentejo, a 4 de setembro de 1479, colocando fim à Guerra de Sucessão de Castela (1479-1480) e posteriormente ratificado na cidade castelhana de Toledo, a 6 de março de 1480. Além de formalizar o fim das hostilidades (pelo qual Joana e seu tio e marido Afonso V de Portugal, desistiam para sempre das suas pretensões ao trono de Castela), o Tratado continha cláusulas concernentes à política de projeção externa de ambos os países, num momento em que os dois reinos competiam pelo domínio do Oceano Atlântico e das terras até então descobertas na costa africana: Portugal obtinha o reconhecimento do seu domínio sobre a ilha da Madeira, o arquipélago dos Açores, o de Cabo Verde e a costa da Guiné, enquanto que Castela recebia as ilhas Canárias (exploradas por Diego Garcia de Herrera em 1476), renunciando a navegar ao Sul do cabo Bojador, ou seja, do Paralelo 27 no qual se encontravam as próprias ilhas. Regulamentava também as áreas de influência e de expansão de ambas as coroas pelo Reino Oatácida de Fez, no Norte de África.
Desiludido e com sintomas de depressão, D. Afonso retira-se para o convento de Varatojo em Torres-Vedras e abdica para o filho D. João, futuro D. João II de Portugal. Tendo-se retirado da vida política, morre em 1481 aquando da sua chegada a Sintra. A descrição da sua morte é a de que pediu, e lhe deram, um copo de água, e que morreu de seguida.
 
Retrato de D. Afonso V, com cerca de 25 anos, por Georg von Ehingen (1428-1508), um cavaleiro da Suábia que esteve no exército do Rei, em Ceuta, em 1458-59
  

O bilhante acordo de Alvor (que deu uma guerra civil a Angola e os retornados a Portugal) foi assinado há 46 anos


(imagem daqui)

O Acordo do Alvor, assinado entre o governo português e os três principais movimentos de libertação de Angola (MPLA – Movimento Popular de Libertação de Angola, FNLA – Frente Nacional de Libertação de Angola e UNITA – União Nacional para a Independência Total de Angola), em 15 de janeiro de 1975, em Alvor, no Algarve, e que estabeleceu os parâmetros para a partilha do poder na ex-colónia entre esse movimentos, após a concessão da independência de Angola.
Em entrevista à Agência Lusa, o dirigente socialista, António de Almeida Santos, que a 15 de janeiro de 1975 era ministro da Coordenação Inter-Territorial e integrava a delegação portuguesa que assinou o acordo, refere que, assim que viu o documento, soube que "aquilo não resultaria".
De facto, pouco tempo depois do acordo assinado, os três movimentos envolveram-se em um conflito armado pelo controlo do país e, em especial, da sua capital, Luanda, no que ficou conhecido como a Guerra Civil de Angola.

Molière nasceu há 399 anos

   
Jean-Baptiste Poquelin, mais conhecido como Molière (Paris, 15 de janeiro de 1622 - Paris, 17 de Fevereiro de 1673), foi um dramaturgo francês, além de actor e encenador, considerado um dos mestres da comédia satírica. Teve um papel de destaque na dramaturgia francesa, até então muito dependente da temática da mitologia grega. Molière usou as suas obras para criticar os costumes da época. É considerado o fundador indirecto da Comédie-Française
   

A sonda espacial Stardust voltou com amostras do espaço há quinze anos


A Stardust era uma nave espacial da NASA, gerida pelo Laboratório de Propulsão a Jato, (JPL) da NASA na Califórnia. Foi lançada em 7 de fevereiro de 1999, pelo foguete Delta II, no Cabo Canaveral, estado da Flórida. A sua finalidade é o de investigar o cometaWild 2 e o asteroide Annefrank, além de recolher poeira interestelar.

Stardust é a primeira missão norte-americana, dedicada única e exclusivamente para explorar um cometa com a finalidade de trazer material extraterrestre, fora da órbita da Lua.

A Stardust aproximou-se de Wild 2 em 2 de janeiro de 2004, após uma viagem de quatro anos pelo espaço. Durante esta aproximação ele recolheu amostras de poeira do cometa e obteve fotos detalhadas do seu núcleo gelado.

Adicionalmente a sonda Stardust devia trazer amostras de poeira interestelar que foi recentemente descoberta passando pelo Sistema Solar e se dirige para a constelação de Sagitário.

A sonda Stardust chegou a 15 de janeiro de 2006 à Terra, para entregar as amostras do material proveniente do cometa dentro de uma cápsula. 

  


A missão

Acredita-se que o material recolhido pela sonda era antigo, de época anterior à existência do Sistema Solar e que também seja formado de grãos e de nuvens de poeira remanescentes da época da formação do Sistema Solar.

Para encontrar com o cometa Wild 2, a sonda teve que fazer três voltas em torno do Sol. Na segunda volta ocorreu a trajetória de interseção com o cometa. Durante este encontro, a sonda Stardust realizou uma série de tarefas como a contar o número de partículas com o instrumento científico denominado de Dust Flux Monitor (DFM) e em tempo real, analisar a composição destas partículas e substâncias voláteis pelo Comet and Interstellar Dust Analyzer (CIDA).

Utilizando uma substância denominada de Aerogel, a sonda Stardust consegue capturar e armazenar em segurança amostras do cometa, na sua longa jornada de volta para a Terra. Ela é constituída de silício, material que foi construído junto com a grade do coletor de aerogel, que é similar a uma grande raquete de ténis.

Estava previsto que em janeiro de 2006 a Stardust devia regressar e entregar a cápsula com as amostras dentro de um paraquedas, pesando aproximadamente 57 quilogramas.

Stardust foi a quarta missão da NASA do Programa Discovery, programa este que consiste na construção de pequenas naves espaciais de pesquisa espacial, que levem no máximo 36 meses para ficarem prontas e que custem menos de US$ 190 milhões de dólares em desenvolvimento e que o custo total da missão, seja inferior a US$ 299 milhões de dólares.

A missão Stardust veio depois das missões: Mars Pathfinder, Near Earth Asteroid Rendezvous ou (NEAR) e da Lunar Prospector.

Este é um programa de pesquisa espacial visa a obter dados científicos relevantes em missões de baixo custo, onde se emprega tecnologia de ponta, e cujas missões possam ser levadas adiante em um curto espaço de tempo.

  

Sucesso no retorno da cápsula

Em 15 de janeiro de 2006 a sonda Stardust teve sucesso, ao chegar à atmosfera terrestre, a cápsula contendo amostras do cometa e de poeira estelar, foi recolhida.

A cápsula de 45 kg pousou às 3 horas e 10 minutos, hora local, no deserto do Estado de Utah, no noroeste dos Estados Unidos.

Quando a cápsula se encontrava a 105.000 pés, um pequeno pára-quedas se abriu e estabilizou a cápsula. Quando foi atingido a altitude de 10.000 pés, o pára-quedas principal abriu e permitiu um pouso suave no deserto. Devido à escuridão da noite foram utilizados câmaras infravermelhas para monitorizar a descida da cápsula.

 

in Wikipédia

Um avião poisou no rio Hudson, em Nova Iorque, sem que houvesse vítimas, há doze anos

    
O Voo US Airways 1549 foi um voo comercial de passageiros rotineiro, que iria de Nova Iorque para Charlotte, Carolina do Norte, que, a 15 de janeiro de 2009, caiu no rio Hudson, numa zona próxima de Manhattan, seis minutos após descolar do Aeroporto de LaGuardia.
Enquanto ganhava altitude, o Airbus A320 atingiu um bando de gansos-do-canadá, o que resultou na imediata perda de potência de ambas as turbinas. Quando a tripulação determinou que o avião não poderia alcançar, da sua posição, logo a nordeste da ponte George Washington, nenhum aeroporto ou similar, decidiram guiar este para sul e estabeleceu o seu voo para o rio Hudson, e então aterrou o avião, virtualmente intacto, perto do Intrepid Sea-Air-Space Museum, no centro de Manhattan. Logo após a aterragem de emergência no rio, os 155 passageiros do avião, parcialmente submerso e em naufrágio, saíram e foram todos resgatados por embarcações próximas.
Toda a tripulação do voo 1549 foi mais tarde condecorada com a Medalha de Mestre da Guild of Air Pilots and Air Navigators. No momento da entrega das medalhas, foi dito que "esta aterragem de emergência e a evacuação do avião, sem a perda de vidas humanas, foi uma conquista heróica e única da aviação".
    
      

O astrónomo amador John Lowry Dobson morreu há sete anos

  

John Lowry Dobson (Pequim, 14 de setembro de 1915 - Burbank, 15 de janeiro de 2014) foi um astrónomo amador conhecido pela invenção do telescópio dobsoniano, um telescópio refletor newtoniano de baixo custo para astronomia amadora. 

 

in Wikipédia

 


Um telescópio dobsoniano é um modelo de telescópio newtoniano sobre uma montagem altazimutal popularizada pelo astrónomo amador John Lowry Dobson nos anos 60. O seu telescópio possui a parte mecânica simplificada, tornando possível a sua construção através de materiais amplamente disponíveis. O resultado é um telescópio grande, portátil, de baixo custo e otimizado para ver objetos de pouco brilho como nebulosas. Este tipo de observação requer lentes objetivas de grande diâmetro para maior captação de luz com distância focal curta, além de portabilidade para levá-lo até áreas menos afetadas pela poluição luminosa.

Os telescópios dobsonianos operam com pouco aumento portanto dispensam algumas funcionalidades de outros telescópios usados por amadores como o acompanhamento equatorial. Estes telescópios são populares na comunidade de construtores amadores de telescópios, na qual foi criada e continua a evoluir apesar destes telescópios também serem produzidos comercialmente por empresas. Atualmente o termo dobsoniano é usado para se referir a vários telescópios newtonianos de grande abertura que utilizam algumas das características do modelo, independente do material de que foi construído. 

 

in Wikipédia

quinta-feira, janeiro 14, 2021

Berthe Morisot nasceu há 180 anos

Berthe Morisot com um bouquet de violetas, por Edouard Manet, 1872
     
Berthe Morisot (Bourges, Cher, 14 de janeiro de 1841 - Paris, 2 de março de 1895) foi uma pintora impressionista francesa.
Expôs seus trabalhos, pela primeira vez, no prestigiado Salão de Paris, em 1864, patrocinado pela Academia de Belas-Artes de Paris. Os seus trabalhos foram selecionados para as exposições seguintes, juntamente com os de Paul Cézanne, Edgar Degas, Claude Monet, Camille Pissarro, Pierre-Auguste Renoir e Alfred Sisley.
Foi casada com Eugène Manet, irmão do seu amigo e colega pintor Édouard Manet. Depois de participar da primeira exposição dos impressionistas, em 1874, a pintora iniciou uma série de viagens de estudo pela Itália, Países Baixos e Bélgica. As suas obras foram apresentadas em 1886 em Nova Iorque, e um ano mais tarde na Exposição Internacional de Paris. A obra de Berthe Morisot representa uma reflexão afirmativa da obra de Manet, embora com pinceladas mais longas e suaves, com tendência para a verticalização, numa tentativa de organizar a composição.
    
(...)
   
Berthe Morisot faleceu em 2 de março de 1895, em Paris, devido à uma pneumonia adquirida quando cuidava de Julie, a filha, que também esteve doente. Foi sepultada no Cemitério de Passy, em Paris.
  
Jeune fille au bal, óleo sobre tela, 1875
      
Wiege (1873), Museu de Orsay - Paris