sábado, dezembro 03, 2016

A tragédia de Bhopal foi há 34 anos

A tragédia de Bhopal foi um desastre industrial que ocorreu na madrugada de 3 de dezembro de 1984, quando 40 toneladas de gases tóxicos extravasaram da fábrica de pesticidas da empresa norte-americana Union Carbide. É considerado o pior desastre industrial ocorrido até hoje, quando mais de 500 mil pessoas, a sua maioria trabalhadores, foram expostas aos gases. O número total de mortes é controverso: houve num primeiro momento cerca de 3.000 mortes diretas, mas estima-se que outras 10 mil ocorreram devido a doenças relacionadas à inalação do gás. A Union Carbide, empresa de pesticidas de origem americana, negou-se a fornecer informações detalhadas sobre a natureza dos contaminantes, e, como consequência, os médicos não tiveram condições de tratar adequadamente os indivíduos expostos. Cerca de 150 mil pessoas ainda sofrem com os efeitos do acidente e aproximadamente 50 mil pessoas estão incapacitadas para o trabalho, devido a problemas de saúde. As crianças que nascem na região filhas de pessoas afetadas pelos gases também apresentam problemas de saúde. Mesmo hoje os sobreviventes do desastre e as agências de saúde da Índia ainda não conseguiram obter da Union Carbide e do seu novo dono, a Dow Química (Dow Chemicals), informações sobre a composição dos gases que vazaram e seus efeitos na saúde. Apesar deste quadro absurdo, a fábrica da Union Carbide em Bhopal permanece abandonada desde a explosão tóxica enquanto que resíduos perigosos e materiais contaminados ainda estão espalhados pela área, contaminando solo e águas subterrâneas, dentro e à volta da antiga fábrica.
 

sexta-feira, dezembro 02, 2016

Os Emirados Árabes Unidos tornaram-se independentes há 45 anos


Os Emirados Árabes Unidos são um país árabe localizado no Golfo Pérsico, formados por uma confederação de monarquias árabes, cada uma detendo sua soberania, chamadas emirados (equivalentes a principados). Os Emirados Árabes Unidos estão situados no sudeste da Península Arábica e fazem fronteira com Omã e com a Arábia Saudita. Os sete emirados são Abu Dhabi, Dubai, Sharjah, Ajman, Umm al-Quwain, Ras al-Khaimah e Fujairah. A capital e a segunda maior cidade dos Emirados Árabes Unidos é Abu Dhabi. A cidade também é o centro de atividades políticas, industriais e culturais.
Antes de 1971, os Emirados Árabes Unidos eram conhecidos como Estados da Trégua, em referência a uma trégua do século XIX entre o Reino Unido e vários xeques árabes. O nome Costa Pirata também foi utilizado em referência aos emirados que ocupam a região do século XVIII até o início do século XX. O sistema político dos Emirados Árabes Unidos, baseado na Constituição de 1971, dispõe de vários órgãos ligados intrinsecamente. O islamismo é a religião oficial e o idioma árabe, a língua oficial.
Os Emirados Árabes Unidos têm a sexta maior reserva de petróleo do mundo e possuem uma das mais desenvolvidas economias do Oriente Médio. O país tem, atualmente, a trigésima sexta maior economia a taxas de câmbio de mercado do mundo, e é um dos países mais ricos do mundo por produto interno bruto (PIB) per capita, com um PIB nominal per capita de 54 607 dólares, de acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI). O país classifica-se na décima quarta posição em paridade de poder de compra per capita e tem, relativamente, um Índice de Desenvolvimento Humano considerado 'muito elevado', ocupando o 32º lugar. Os Emirados Árabes Unidos são classificados como tendo uma alta renda de desenvolvimento da economia pelo FMI. Os Emirados Árabes Unidos são um membro fundador do Conselho de Cooperação dos Estados Árabes do Golfo Pérsico, e um membro da Liga Árabe. A nação também é membro da Organização das Nações Unidas, da Organização da Conferência Islâmica, da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e da Organização Mundial do Comércio.
 
 

Britney Spears - 35 anos

Britney Jean Spears (McComb, 2 de dezembro de 1981) é uma cantora e atriz norte-americana. Nascida no Mississippi, e criada em Kentwood, estado da Louisiana, iniciou a sua carreira artística atuando em papeis de produções teatrais e programas de televisão na infância antes de assinar com a Jive Records, em 1997. O seu primeiro e segundo álbuns de estúdio, ...Baby One More Time (1999) e Oops!... I Did It Again (2000), tornaram-se sucessos internacionais, com o primeiro tornando-se o álbum mais vendido por uma artista a solo adolescente. As faixas-título "...Baby One More Time" e "Oops!... I Did It Again" quebraram recordes internacionais de vendas. Em 2001, Spears lança seu terceiro álbum de estúdio auto-intitulado, Britney, e desempenhou o papel principal no filme Crossroads (2002). Ela assumiu o controle criativo de seu quarto álbum de estúdio, In the Zone (2003), que rendeu o single de sucesso mundial "Toxic".
Em 2007, a sobre-exposição da sua vida pessoal fez a sua carreira entrar em hiato. O seu quinto álbum de estúdio, Blackout, foi lançado no final daquele ano, e gerou sucessos como "Gimme More" e "Piece of Me". O seu comportamento errático e as consequentes hospitalizações continuaram ao longo do ano seguinte, ao ponto de que foi colocada sob uma tutela que ainda está em vigor. No mesmo período, Spears lança o seu sexto álbum de estúdio, Circus, incluído o single "Womanizer", que atingiu o topo das paradas mundiais. A sua turnê de apoio The Circus Starring Britney Spears foi uma das turnês de maior bilheteira mundial dentre os concertos de 2009. Mais tarde, no mês de outubro, "3" tornou-se o terceiro single de Spears a alcançar o número um na Billboard Hot 100. O seu sétimo álbum de estúdio, Femme Fatale (2011), tornou-se seu primeiro a obter três singles a aparecer entre os dez primeiros lugares dos tops norte-americanos: "Hold It Against Me", "Till the World Ends" e "I Wanna Go". Ela também atuou como jurada durante a segunda temporada da versão americana do talent show The X Factor. O seu oitavo álbum de estúdio homónimo, Britney Jean, foi lançado em 2013 e gerou os singles "Work Bitch" e "Perfume"; no entanto, foi o disco menos vendido da sua carreira. Mais tarde nesse ano, Spears iniciou os shows de sua permanência de quatro anos, intitulada Britney: Piece of Me, no The AXIS, teatro localizado no Planet Hollywood Resort & Casino, em Las Vegas.
Spears foi reconhecida como um ícone pop e creditada por influenciar o renascimento do pop adolescente durante o final dos anos 90. Tornou-se a "artista adolescente mais lucrativa de todos os tempos" e recebeu títulos honoríficos, incluindo o de "Princesa do Pop". O seu trabalho lhe rendeu inúmeros prémios e honrarias, incluindo um Grammy Award, seis MTV Video Music Awards (incluindo o Lifetime Achievement Award), nove Billboard Music Awards, e uma estrela na Hollywood Walk of Fame. Em 2009 a Billboard classificou-a como a oitava "Artista da Década" e também a reconheceu como a artista feminina que mais vendeu na década de 2000, bem como a quinta colocação na classificação geral. A Recording Industry Association of America (RIAA) nomeou Spears como a oitava artista feminina que mais vendeu nos Estados Unidos, com 34 milhões de álbuns certificados. Ela já vendeu mais de 100 milhões de álbuns em todo o mundo e mais de 100 milhões de singles, fazendo dela uma das artistas musicais mais lucrativas de todos os tempos. De acordo com a Billboard, Spears já vendeu cerca de 22,38 milhões de singles em downloads digitais nos Estados Unidos e é a quarta artista feminina que mais vendeu desde que a Nielsen SoundScan começou a contabilizar os dados.
A revista Rolling Stone reconheceu seu sucesso instantâneo incluindo-a na lista "Top 25 Teen Idol Breakout Moments", enquanto o canal VH1 classificou-a em 11º lugar entre as "100 Maiores Mulheres na Música", publicada em 2012, enquanto que a Billboard nomeou-a como mulher mais sexy na música. Em 2012, a revista Forbes informou que Spears era a artista musical feminina mais bem paga do ano, com lucros de  58 milhões  de dólares, tendo aparecido no topo da mesma lista em 2002.
  
in Wikipédia
  

quinta-feira, dezembro 01, 2016

O Museu de Orsay faz hoje 30 anos!

Museu de Orsay, fachada sobre o Sena

O Museu de Orsay (musée d'Orsay em francês) é um museu na cidade de Paris, na França. Situa-se na margem esquerda do rio Sena, no VII Bairro de Paris. As colecções do museu apresentam principalmente pinturas e esculturas da arte ocidental do período compreendido entre 1848 e 1914. Entre outras, estão aí presentes obras de Van Gogh, Degas, Maurice Denis e Odilon Redon. Existem também exposições temporárias que ocorrem paralelamente à exposição permanente.

Relógio do átrio principal do museu

História
O edifício, que actualmente alberga o museu, era originalmente uma estação ferroviária, Gare de Orsay, construída para o Chemin de Fer de Paris à Orléans (em português, Caminho de ferro de Paris a Orleães), no local onde se erguera até 1871 um antigo palácio administrativo, o Palais d'Orsay. Foi inaugurado em 1898, a tempo da Exposição Universal de 1900. O projecto foi do arquitecto Victour Laloux.
Em 1939, deixou de ser o terminal da linha que ligava Paris a Orleães devido ao comprimento reduzido do cais, passando a ser apenas uma estação da rede suburbana de caminhos de ferro; e mais tarde, durante a Segunda Guerra Mundial serviu de centro de correios. A estação foi fechada a 1 de janeiro de 1973.
Em 1977, o Governo francês decidiu transformar o espaço num museu. Foi inaugurado pelo presidente de então, François Mitterrand, a 1 de dezembro de 1986. Os arquitectos Renaud Bardon, Pierre Colboc e Jean-Paul Philippon foram os responsáveis pela adaptação da estação.

Coleções
As colecções do museu provêm essencialmente de três locais: do Museu do Louvre, as obras de artistas nascidos a partir de 1820, ou que tenham emergido no mundo da arte com a Segunda República; do museu do Jeu de Paume, as obras impressionistas desde 1947; e do museu de arte moderna de Paris, as obras mais recentes. Estas colecções abrangem várias vertentes das artes plásticas tais como a pintura, a escultura, a fotografia entre outras.

Pintores

Escultores

Henri Rousseau - A Encantadora de Serpentes

Jaco Pastorius nasceu há 65 anos!

Jaco Pastorius, de nome próprio John Francis Anthony Pastorius III (Norristown, Pensilvânia, 1 de dezembro de 1951 - Fort Lauderdale, Flórida, 21 de setembro de 1987), foi um baixista de jazz norte-americano. É considerado por muitos como um dos mais influentes baixistas de todos os tempos.


Falconet nasceu há quatro séculos

Étienne-Maurice Falconet (Paris, 1 de dezembro de 1716 - 4 de janeiro de 1791) é contado entre os principais escultores rococós da França.
Falconet nasceu numa família pobre e primeiro foi aprendiz de carpinteiro, mas algumas de suas figuras de barro, com que ocupava as suas horas de lazer, atraíram a atenção do escultor Jean-Baptiste Lemoyne, que fez dele seu pupilo. Uma de suas primeiras esculturas de sucesso foi a de Milo de Crotona, que garantiu seu ingresso na Academia de Belas Artes de Paris, em 1754.
Ele chamou a atenção do público nos Salões de 1755 e 1757 com os seus mármores L'Amour menaçant e Le Nymphe descendente au bain, que agora estão no Museu do Louvre. Em 1757 Falconet foi nomeado diretor do ateliê de escultura da Manufacture royale de porcelaine de Sèvres, onde ele trouxe nova vida ao fabrico de pequenas esculturas em porcelana que tinham sido uma especialidade na manufatura antecessora de Sèvres, em Vincennes.
A influência do pintor François Boucher e do teatro e ballet são igualmente nítidas em suas formas doces, elegantes e eróticas. Logo no início, Falconet criou um conjunto de mesa em biscuit branco, de meninos ilustrando as artes, destinado a complementar os grandes serviços de jantar. A moda de pequenas esculturas para mesa de jantar se espalhou para a maior parte das manufaturas de porcelana da Europa.
Ele permaneceu nesse posto em Sèvres até que foi convidado para a Rússia por Catarina, a Grande, em setembro de 1766. Em São Petersburgo executou uma estátua colossal de Pedro, o Grande, em bronze, conhecida como o Cavaleiro de Bronze, juntamente com a sua aluna e enteada de Anne-Marie Collot. Em 1788 voltou a Paris e se tornou diretor da Academia. Muitas das obras religiosas de Falconet, encomendadas por igrejas, foram destruídas na Revolução Francesa. Seus trabalhos profanos tiveram melhor sorte.
Ele encontrou tempo para estudar grego e latim, e também escreveu várias brochuras sobre a arte. Denis Diderot confiou-lhe o capítulo sobre "Escultura" na Encyclopédie, publicado separadamente por Falconet em 1768 como Réflexions sur la sculpture. Três anos depois ele publicou Observations sur la statue de Marc-Aurèle, que pode ser interpretado como o programa artístico para a sua estátua de Pedro, o Grande. Os escritos reunidos sobre arte de Falconet, Oeuvres littéraires, veio à luz em seis volumes que foram publicados pela primeira vez em Lausanne, em 1781-1782.

L'Amour menaçant, Museu do Louvre

Rex Stout, o criador do detetive Nero Wolfe, nasceu há 130 anos

Rex Stout, de seu nome completo Rex Todhunter Stout, (Noblesville, Indiana, 1 de dezembro de 1886 - Danbury, Connecticut, 27 de outubro de 1975) foi um escritor norte-americano, especialmente conhecido por ter criado a personagem do detective privado Nero Wolfe.

Algumas obras de Rex Stout, com o título original e a data de publicação:


quarta-feira, novembro 30, 2016

Mais um estranho animal descoberto no Reino Unido

Descoberto fóssil de estranho animal que arrastava as crias com cordões

O estranho animal marinho que transportava os filhotes em cordões

Cientistas descobriram o fóssil de uma criatura marinha com 430 milhões de anos de idade que aparentemente arrastava os seus descendentes por uma espécie de cordões, como se fossem papagaios de papel.
Devido a este hábito inusitado, nunca antes visto no reino animal, a criatura já foi apelidada de “caçador de papagaios”.
O animal, com apenas um centímetro de comprimento, amarrava aparentemente dez cápsulas à sua volta e, nessas cápsulas, guardava as suas crias, em diferentes fases de desenvolvimento.
Segundo o estudo, publicado na revista científica PNAS, o animal tinha muitas pernas, um olho, e não parece ter relação com qualquer espécie viva conhecida.
“É o que chamamos de uma criatura de linhagem única”, explicou à BBC o investigador David Legg, paleontólogo do Museu de História Natural da Universidade de Oxford.
“Ela pertence a um grupo que deve ter evoluído e ter-se diversificado antes de chegar aos grupos que conhecemos hoje”, acrescenta Legg.
Segundo o investigador, muito embora a criatura tivesse o corpo claramente segmentado e o exoesqueleto de um artrópode, foi difícil determinar exactamente a posição desta pequena fera na escala evolucionária.
“Normalmente, observamos um animal em particular e dizemos que ele pertence a este ou aquele grupo”, diz Legg, “mas com este, não fazíamos qualquer ideia”.
O fóssil foi encontrado em Herefordshire, em Inglaterra, antes de ser levado para Oxford para ser estudado.
Legg e os colegas começaram por categorizar a sua anatomia, recorrendo a uma base de dados e a métodos estatísticos, que permitem avaliar se alguma parte da criatura terá evoluído de alguma forma em particular.
O processo sugeriu que a criatura era de uma classe de artrópodes do subfilo dos insectos, crustáceos e centípodes. No entanto, não é um ancestral directo desses animais.
“Os crustáceos modernos também usam estratégias para proteger os seus ovos e embriões, diz Derek Briggs, investigador da universidade de Yale, nos EUA, e co-autor do estudo.
“Mas não sabemos nada sobre como é que esta criatura arrasta as crias pelos cordões do seu corpo”, lamenta o investigador.

O fóssil foi digitalizado para criar um modelo 3D da estranha criatura

Hoje é dia de recordar Pessoa...

(imagem daqui)

Aniversário

No tempo em que festejavam o dia dos meus anos,
Eu era feliz e ninguém estava morto.
Na casa antiga, até eu fazer anos era uma tradição de há séculos,
E a alegria de todos, e a minha, estava certa com uma religião qualquer.

No tempo em que festejavam o dia dos meus anos,
Eu tinha a grande saúde de não perceber coisa nenhuma,
De ser inteligente para entre a família,
E de não ter as esperanças que os outros tinham por mim.
Quando vim a ter esperanças, já não sabia ter esperanças.
Quando vim a olhar para a vida, perdera o sentido da vida.

Sim, o que fui de suposto a mim-mesmo,
O que fui de coração e parentesco.
O que fui de serões de meia-província,
O que fui de amarem-me e eu ser menino,
O que fui — ai, meu Deus!, o que só hoje sei que fui…
A que distância!…
(Nem o acho…)
O tempo em que festejavam o dia dos meus anos!

O que eu sou hoje é como a humidade no corredor do fim da casa,
Pondo grelado nas paredes…
O que eu sou hoje (e a casa dos que me amaram treme através das minhas
lágrimas),
O que eu sou hoje é terem vendido a casa,
É terem morrido todos,
É estar eu sobrevivente a mim-mesmo como um fósforo frio…

No tempo em que festejavam o dia dos meus anos…
Que meu amor, como uma pessoa, esse tempo!
Desejo físico da alma de se encontrar ali outra vez,
Por uma viagem metafísica e carnal,
Com uma dualidade de eu para mim…
Comer o passado como pão de fome, sem tempo de manteiga nos dentes!


Fernando Pessoa

Billy Idol - 61 anos

Billy Idol, nome artístico de William Albert Michael Broad (Stanmore, Middlesex, 30 de novembro de 1955), é um músico britânico.
Teve a ideia de se autodenominar Billy Idol devido aos desenhos animados Sport Billy dos quais era um acérrimo fã (daí o Idol). Começou a sua carreira levando para os concertos uma mala igual à dos desenhos animados dos quais era fã.
Carreira
Iniciou a sua carreira musical como integrante do Bromley Contingent, um grupo de seguidores do Sex Pistols, que incluía membros do The Clash e Siouxsie and the Banshees. Billy uniu-se a Tony James (que depois foi para os Sigue Sigue Sputnik e Sisters of Mercy) e ambos faziam parte da primeira formação da lendária e famosa banda punk Chelsea. Pouco depois deixaram o Chelsea e formaram a banda Generation X, cujo nome veio de um livro sobre a Cultura Rock da Juventude dos Anos 60. O Generation X que, para além do próprio Idol na guitarra e voz, tinha Tony James no baixo e John Towe na bateria, estourou em Londres em 1979.
Após três discos lançados, o grupo acaba em 1980 e já no ano seguinte, Billy Idol resolve investir numa carreira a solo. Mudou-se em definitivo para os Estados Unidos e, ao lado do respeitadíssimo guitarrista Steve Stevens, lançou grandes hits como "Dancing With Myself", "Mony Mony", "White Wedding", "Rebel Yell", "Eyes Without a Face", "Flesh For Fantasy", "Sweet Sixteen", "Don't Need a Gun" e "Cradle Of Love".
Em 19 de janeiro de 1991, Billy Idol fez a sua primeira apresentação no Brasil, na segunda edição do Rock In Rio. No dia seguinte, ele fez outra apresentação no Festival, que foi decidida em cima da hora pela produção, para substituir Robert Plant (ex-Led Zeppelin), que tinha cancelado, na véspera, a sua apresentação, com a justificação da Guerra do Golfo. Mas Idol não deixou a desejar e protagonizou, novamente, uma das melhores apresentações daquele festival.
O cantor permaneceu um longo tempo em silêncio na década de 90, onde lançou apenas o álbum "Cyberpunk". Em 2002, ele gravou o acústico “Storytellers” para o canal de televisão norte-americano VH1 e em 2005 volta as paradas com o álbum Devil's Playground.
Em 2008 lançou o CD e DVD "The Very Best Of Billy Idol: Idolize Yourself", uma coletânea dos principais sucessos, com duas faixas novas, John Wayne e New Future Weapon.
  
 
NOTA: para mim Billy Idol é, ao mesmo tempo, a alegria de um músico inesquecível e a tristeza de recordar uma amiga que partiu precocemente e que era a sua fã número um, a Lígia... Homenageemos ambos com uma música deste cantor:

Os Barbados tornaram-se independentes há 50 anos

Os Barbados são um país insular soberano nas Pequenas Antilhas, na América Central, sendo o país mais oriental do Caribe. Possui 34 quilómetros de comprimento e 23 quilómetros de largura, cobrindo uma área de 432 km². Situa-se na região ocidental do Atlântico Norte, distante 100 quilómetros a leste das Ilhas de Barlavento e do Mar das Caraíbas. Os países mais próximos da ilha são Trinidad e Tobago, a 400 quilómetros a sudoeste, e São Vicente e Granadinas, a 168 quilómetros a oeste. Barbados está fora da principal área da chamada cinturão dos furacões.

A nação foi descoberta por navegadores espanhóis no final do século XV, entrando para o domínio da coroa espanhola. Barbados é identificada pela primeira vez num mapa espanhol de 1511. Os portugueses passaram a visitar a ilha a partir de 1536, mas não a ocuparam. O primeiro navio inglês a deslocar-se para a região, o Olive Blossom, chegou aos Barbados em 1624. Eles tomaram posse da ilha, em nome do rei James I. Em 1627, os primeiros colonos permanentes chegaram da Inglaterra, tornando-se Barbados uma colónia britânica.

Em 1966, Barbados tornou-se um estado independente e Reino da Comunidade de Nações, mantendo a rainha Isabel II como chefe de Estado. O país tem uma população de 277.821 habitantes, a maioria de ascendência africana. Apesar de ser classificada como uma ilha do Atlântico, Barbados é considerada uma parte das Caraíbas, sendo um importante destino turístico e uma das ilhas mais desenvolvidas da região, com um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de 0,776, considerado elevado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Em 2011, Barbados ficou em segundo lugar na América (superada apenas por Canadá) no nível de Transparência Internacional do Índice de Percepção de Corrupção. A capital do país é Bridgetown, que é também a sua maior cidade.


terça-feira, novembro 29, 2016

Notícia sobre achado palentológico

Descoberta nova espécie de dinossauro do tamanho de um pastor alemão

Ilustração de como seria o novo dinossauro paquicefalossaurídeo descoberto nos EUA

A descoberta de dois novos dinossauros com a cabeça em forma de cúpula está a dar pistas sobre a evolução destes gigantes do período Cretáceo.
Estes dois novos espécimes, que pertencerão a um novo género e a uma nova espécie da família dos paquicefalossaurídeos, foram encontrados nos Estados Unidos, mais especificamente em Kaiparowits, no Utah, e em Kirtland, no Novo México.
Os crânios fossilizados dos dois dinossauros datam de há 76,5 milhões de anos e 73,5 milhões de anos, respectivamente, de acordo com o Live Science.
São dois espécimes pequenos, do tamanho de um pastor alemão, que revelam protuberâncias salientes únicas na parte de trás do crânio, “muito diferentes” do que o investigador que liderou o estudo, David Evans, diz já ter visto antes, cita o mesmo site.
O professor do Departamento de Ecologia e Biologia Evolucionária da Universidade de Toronto, no Canadá, assume assim estarmos perante dois novos géneros e novas espécies.
As referidas protuberâncias teriam apenas funções ornamentais, servindo para as diferentes espécies se distinguirem e também para atrair companheiros, afiança Evans.
“Os dois novos espécimes destacam-se em termos de integridade e isto permite-nos ter um conhecimento muito melhor da sua anatomia e relações”, considera ainda Evans.

As cabras-montês do Cretáceo
Os dois crânios foram encontrados na parte sul da antiga Laramidia, a parte ocidental da América do Norte, o que só por si é já motivo de estupefacção, uma vez que a maioria dos fósseis de paquicefalossaurídeos têm sido encontrados a norte, em zonas onde se situam actualmente a cidade canadiana de Alberta e o estado norte-americano de Montana.
Evans constata que a localização dos dois crânios dá indicações de que “os paquicefalossaurídeos podem ter-se diversificado no sul antes de se mudarem para o norte e darem origem ao paquicefalossaurídeo conhecido como Stegoceras“.
Evidenciando que este é um facto “inesperado”, o investigador sublinha que a descoberta “conta uma história interessante sobre a evolução deste grupo que ainda não conhecíamos”.
No período Cretáceo, as partes ocidental e oriental da América do Norte estavam divididas por uma via marítima. Os investigadores acreditam que esta potencial migração dos paquicefalossaurídeos de um lado para o outro indicia que essa divisão de água ter-se-á extinguido a dado momento.
Os paquicefalossaurídeos, conhecidos como “lagartos de cabeça grossa” ou “lagartos de cabeça dura”, eram dinossauros bípedes e herbívoros, que podiam atingir até cerca de quatro metros de comprimento. São considerados uma espécie de cabra-montês do período Cretáceo, uma vez que viviam nas montanhas e em pequenos grupos.

Denny Doherty, fundador e vocalista dos The Mamas & The Papas, nasceu há 75 anos!



Dennis Gerrard Stephen Doherty (Halifax, Canadá, 29 de novembro de 1941 - Mississauga, Canadá, 19 de janeiro de 2007) foi um cantor e compositor canadiano, fundador e vocalista da famosa banda dos anos 60 The Mamas & The Papas.


Natalie Wood morreu há 35 anos

Natalie Wood (nome de nascimento Natalia Nikolaevna Zakharenko, São Francisco, 20 de julho de 1938 - Ilha de Santa Catalina, California, 29 de novembro de 1981) foi uma atriz norte-americana.

Em 1981, depois de filmar O último casal casado, Natalie começou as filmagens de Projeto Brainstorm, com Christopher Walken. Mas ela não viveu para ver o filme pronto. Num acidente misterioso, em novembro daquele ano, enquanto navegava num iate com o marido Robert Wagner e com o amigo Christopher Walken, ela morreu afogada. Tinha 43 anos de idade e tinha atuado em 56 filmes para televisão e cinema. Encontra-se sepultada no Westwood Village Memorial Park Cemetery, Los Angeles, Condado de Los Angeles, Califórnia nos Estados Unidos.

George Harrison morreu há 15 anos

George Harrison (Liverpool, 25 de fevereiro de 1943 - Los Angeles, 29 de novembro de 2001) foi um artista inglês, cuja carreira abrangeu diversas áreas. Músicocompositorator e produtor de cinema, Harrison atingiu fama internacional como o guitarrista dos Beatles. Por vezes referido como "O Beatle Calmo", Harrison, com o passar do tempo, tornou-se um admirador do misticismo indiano, introduzindo-o nos Beatles, assim como mostrando-o aos seus fãs do Ocidente. Após a dissolução da banda, ele teve uma bem-sucedida carreira a solo; posteriormente, também obteve sucesso como membro do Traveling Wilburys e como produtor de cinema e musical. Harrison ocupa a 11ª posição da lista "Os 100 Maiores Guitarristas de Todos os Tempos", da revista Rolling Stone.
Ainda que a maioria das músicas dos Beatles tenham sido compostas por Lennon e McCartney, os álbuns do grupo, a partir de With the Beatles (1963), geralmente incluíam uma ou duas músicas de autoria de Harrison. As suas últimas composições no grupo incluíram "Here Comes the Sun", "Something" e "While My Guitar Gently Weeps". Na época do fim da banda, Harrison havia acumulado uma grande quantidade de material, lançado no seu aclamado álbum triplo All Things Must Pass, de 1970, do qual saíria o single "My Sweet Lord". Como complemento da sua carreira a solo, Harrison co-escreveu, em conjunto com Ringo Starr, duas músicas de sucesso, assim como músicas para os Traveling Wilburys - o supergrupo formado por ele, Bob DylanTom PettyJeff Lynne e Roy Orbison, em 1988.
Harrison envolveu-se com a cultura indiana e o hinduísmo em meados dos anos 60, ajudando a expandir e disseminar, no Ocidente, instrumentos como o sitar e o movimento Hare Krishna. Juntamente com Ravi Shankar, ele organizou um grande evento de caridade em 1971, o Concerto para o Bangladesh.
Além de músico, Harrison também foi um produtor musical e co-fundador da HandMade Films. Em seu trabalho como produtor de cinema, ele colaborou com artistas como os Monty Phyton e Madonna.
Casou-se duas vezes, com a modelo Pattie Boyd, de 1966 a 1974, e durante 23 anos, com Olivia Trinidad Arias, de quem teve um filho, Dhani Harrison. Era amigo íntimo de Eric Clapton. É o único Beatle a ter publicado uma autobiografiaI Me Mine, em 1980. Harrison morreu de cancro do pulmão, em 2001.

Morte
O primeiro sinal de cancro de George apareceu na década de 90, no pulmão. Ele enfrentou várias cirurgias para eliminá-lo. Em 2001, o cancro reapareceu, com metástases. Apesar dos tratamentos agressivos, logo se descobriu que era terminal, decidindo de imediato passar os seus últimos dias em família e a trabalhar em alguns projetos para posteriormente serem terminados pela sua viúva e o filho.
Segundo o site Netparque, Quando, às oito da manhã de sexta-feira, 30 de novembro, o Mundo soube da morte de George Harrison, já o seu corpo tinha sido cremado e as suas cinzas a caminho de um rio sagrado da Índia.
O ex-Beatle preparou minuciosamente a sua morte e discretamente, como era sua filosofia de vida, não permitindo a invasão da sua privacidade e da sua família.
Só três pessoas sabiam onde e como George Harrison iria morrer: a mulher Olivia e o amigo Gavin De Becker, que se encarregou do plano. Nem o filho, Dhani Harrison, sabia onde o pai iria morrer, para que o círculo do segredo ficasse ainda mais fechado.
No dia 14 de Novembro, quando estava internado em Nova Iorque, George Harrison foi avisado de que já não teria muito tempo de vida. "Onde vou morrer?", perguntou.
Postas de parte as hipóteses de morrer na sua casa em Londres ou no Staten Island University Hospital, de Nova Iorque, onde estava internado, George Harrison combinou com Gavin De Becker que morreria protegido por este, em Beverly Hills, afastado dos olhares do mundo, depois de ter ponderado a hipótese da sua casa no Havaí. "George Harrison não queria a sua fotografia num caixão como epitáfio", disse um amigo.
No dia 17 de novembro, foi-lhe dada alta em Nova Iorque. Harrison tinha pouco tempo para se despedir da família e dos amigos. Entre outros, chamou a irmã, Louise, que dirige o Hotel "A Hard Day"s Night", em Illinois, e os amigos de sempre, Paul McCartney e Ringo Starr.
George e Louise estavam de relações cortadas, depois de Louise ter aberto um hotel com o nome de uma canção/álbum/filme dos Beatles, o que não agradou ao irmão.
A um Paul McCartney de lágrimas nos olhos, George disse que "já não estaria aqui no Natal".
Ringo, que estava em Boston à cabeceira da filha, também com cancro, voou de imediato e disse que não sairia de ao pé de George "até ao fim", adiando para isso a digressão no Canadá. "Não adies. Eu estou em paz", respondeu-lhe George Harrison.
Sem publicidade, no dia 17 de novembro, George Harrison voou no jato privado de Gavin De Becker para Santa Mónica, California, tendo depois sido transportado numa ambulância descaracterizada até ao UCLA Medical Centre, em Los Angeles, para tratamentos.
No dia 20, a situação clínica do ex-Beatle deteriorou-se, pelo que George Harrison foi transferido para casa de Gavin De Becker, em Beverly Hills, onde ficou isolado. A única visita exterior permitida foi a de Ravi Shankar que lhe tocou sitar.
A morte viria a ocorrer às 13.30 horas locais, 21.30 em Lisboa, de quinta-feira, o dia 29 de novembro.
Segundo o "News Of The World", além da família, dois dos seus melhores amigos indianos, Shayam Sundara e Mukunda, entoaram cânticos Hare Krishna, enquanto o ex-Beatle falecia.
O corpo de George Harrison foi cremado às 06.30 horas do dia 30 de novembro (hora de Lisboa), tendo o caixão sido coberto por pétalas de rosa numa cerimónia Hare Krishna com o ambiente envolto em essência de sândalo. Um mestre Hare Krishna recitou versos sagrados hindus, do livro Bhagavad-Gita.
As cinzas voam segunda-feira, no 3 de dezembro, para a Índia, onde seriam espalhadas num rio sagrado, provavelmente o Rio Yamuna, a 40 milhas do Taj Mahal, o rio sagrado que o ex-Beatle amava, ou o Ganges.
A família de George Harrison pediu entretanto a todos admiradores do músico um minuto de silêncio na segunda-feira, 3 de dezembro, às 21h30, como tributo ao guitarrista.
"Estamos profundamente comovidos pela demonstração de amor e solidariedade de pessoas de todo o mundo", disseram a mulher de George, Olivia, sua antiga secretária na editora, e o filho Dhani, de 23 anos.
O álbum póstumo de George Harrison, Brainwashed, foi completado pelo seu filho Dhani Harrison e Jeff Lynne e lançado a 18 de novembro de 2002, recebendo positivas críticas e alcançando o 18º lugar nas paradas de álbuns da Billboard. Dentre as canções do álbum destacava-se o promocional "Stuck Inside a Cloud" e "Any Road" que alcançou o 37º lugar nas paradas de sucesso britânicas.
Exatamente um ano após a sua morte, Olívia Harrison, a sua mulher, e Eric Clapton, seu amigo, organizaram o Concert For George, no Royal Albert Hall, em Londres. O concerto contou com a presença do filho de George, Dhani, além de grandes amigos como Paul McCartneyRingo StarrEric ClaptonBilly PrestonRavi ShankarTom PettyJeff LynneJim CapaldiJools Holland, Albert Lee, Sam Brown, Gary Brooker, Joe Brown, Brian Johnson, Ray Cooper, integrantes do Monty Python e Tom Hanks.