sexta-feira, fevereiro 16, 2018

O biólogo Hugo de Vries nasceu há 170 anos

Hugo Marie de Vries ( Haarlem, 16 de fevereiro de 1848 - Lunteren, 21 de maio de 1935) foi um biólogo neerlandês, um dos três cientistas a quem se atribui a redescoberta do trabalho de Mendel, no ano de 1900, sobre as leis da hereditariedade.
O holandês Hugo de Vries foi precursor do estudo experimental da evolução dos seres vivos e lançou os fundamentos da pesquisa genética.
Tendo estudado nas universidades de Leiden, Heidelberg e Würzburg, ocupou em 1878 um lugar de professor na Universidade de Amesterdão, no qual se manteve durante trinta anos. Em 1886, observou nítidas diferenças entre a rosa natural Oenothera lamarckiana e espécies cultivadas, o que o levou a analisar o problema da evolução sob enfoque experimental, em substituição ao método de observação e inferência. Cultivando essa espécie, descobriu novas variedades botânicas da planta que apareciam aleatoriamente entre os espécimes normais. Concebeu então a evolução como série de mudanças radicais abruptas que dariam surgimento a novas espécies. Deu ao fenómeno o nome de mutação.
Como resultado de seu interesse pela genética, Vries redescobriu em 1900, ao mesmo tempo que Carl Correns, da Alemanha, e Erich von Tschermak-Seysenegg, da Áustria, os princípios da hereditariedade, conhecidos como leis de Mendel. Em Die Mutationstheorie (1901-1903; A teoria das mutações) resumiu o conteúdo das descobertas que o haviam levado a resgatar as ideias do monge Gregor Mendel sobre a herança genética. De Vries estudou também o trânsito por osmose dos alimentos e dos sais através das membranas dos vegetais.
 

1 comentário:

Unknown disse...

Hey big post. I have to learn a lot of things from this job. Thank you for sharing.

voyance