sábado, janeiro 05, 2019

Marilyn Manson faz hoje cinquenta anos

Marilyn Manson (nome artístico de Brian Hugh Warner; Canton, 5 de janeiro de 1969) é um músico americano, líder e vocalista de uma banda epónima de Metal Industrial, conhecido por sua personalidade escandalosa. O seu nome artístico foi formado a partir dos nomes Marilyn Monroe e Charles Manson, mostrando o que ele considerava o último e mais perturbante dualismo da cultura americana. Marilyn Manson, além de músico, também é pintor e já fez diversas pequenos papéis como ator em alguns filmes - além de dirigir curtas-metragens.
  
Infância e Adolescência
Único filho de Barbara e Hugh Warner - e primo em quarto grau do comentador conservador Pat Buchanan, Marilyn Manson nasceu em Canton, Ohio, no dia 5 de janeiro de 1969.
Tendo um pai católico e uma mãe episcopal, Brian estudou na escola Heritage Christian School do primeiro ao décimo ano. No colégio, Manson era discriminado por escutar heavy metal e ter um comportamento tímido, além do seu aspecto físico, muito magro e branco. Aproveitando-se da proibição da música pesada e de doces na escola, tornou-se um espécie de traficante dos dois, vendendo cassetes de Heavy Metal por preços absurdamente caros aos colegas e depois arrombando os seus armários no horário das aulas para revender - segundo o próprio Manson.
Quando mais novo, teve problemas com um vizinho que o forçava a ficar nu e o assediava sexualmente. Ao contar a seus pais o que acontecia, a sua cadela da raça Husky foi envenenada pelo mesmo, como forma de vingança. Manson também tinha uma cobra de estimação, chamada Max.
Mais tarde foi transferido para o Cardinal Gibbons High School, em Fort Lauderdale, Florida. Formou-se em 1987, e tornou-se um estudante no Broward Community College em 1990. Manson trabalhava para uma licenciatura em jornalismo e foi ganhando experiência na área da escrita ao publicar artigos de música para a revista de estilo de vida do sul da Flórida, 25th Parallel.
Música
Manson, com o guitarrista Scott Putesky, formou o Marilyn Manson & the Spooky Kids na Flórida, em 1989. Enquanto a banda ainda compunha e fazia shows para pequenos públicos, Manson conheceu Jeordie White e Gregory Stephen Bier Jr. (mais conhecidos, respectivamente, como Twiggy Ramirez e Madonna Wayne Gacy) em dois projetos paralelos: Satan on Fire - uma banda de metal cristão na qual ele tocou guitarra e baixo, e Sra. Scabtree - uma banda formada em colaboração com White e a então sua namorada Jessicka, onde Manson tocava bateria.
No verão de 1993, a banda (agora já chamada apenas de Marilyn Manson) chamou a atenção de Trent Reznor, que produziu o seu álbum de estreia em 1994, Portrait of an American Family, e o lançou em sua gravadora, a Nothing Records. A banda começou a desenvolver um culto de seguidores, que se tornou ainda maior com o lançamento de Smells Like Children, em 1995. Esse EP rendeu à banda o primeiro grande sucesso exibido pela MTV com "Sweet Dreams (Are Made of This)", um cover do Eurythmics, lançado em 1983.
Em 1996, Antichrist Superstar (co-produzido por Trent Reznor) foi um sucesso ainda maior, levando Marilyn Manson e a sua banda ao sucesso mundial.
Jon Wiederhorn da MTV.com, referiu-se a Marilyn Manson em 2003 como "o único artista dos dias de hoje" e a sua banda vendeu, durante estes anos, mais de 50 milhões de álbuns.

Arte
Manson declarou, numa entrevista de 2004 para a revista iD, ter começado a sua carreira como pintor de aguarelas em 1999, quando ele fez peças de cinco minutos e as vendeu a traficantes de drogas. Em 13-14 de setembro de 2002, a sua primeira apresentação, The Golden Age of Grotesque, foi realizada no Los Angeles Contemporary Exhibitions Centre. O crítico Henry Max comparou-os aos trabalhos de "materiais de pacientes psiquiátricos feitas como terapia" e disse que o seu trabalho nunca seria levado a sério num contexto de belas artes, por escrito, que o valor estava "na sua celebridade, e não no se trabalho". Em 14-15 de Setembro de 2004, Manson realizou uma segunda exposição na primeira noite em Paris e a segunda em Berlim. O show foi chamado "Trismegisto", que foi também o título da peça central da exposição - três cabeças gigantes de Cristo pintadas num painel de madeira antiga de uma tabela de embalsamadores.
Manson nomeou o seu movimento artístico de Celebritarian Corporation. Ele cunhou um slogan para o movimento: "Vamos vender a nossa sombra para aqueles que estão dentro dela."
Celebritarian Corporation é também o nome homónimo de uma galeria de arte de propriedade de Manson, chamado Celebritarian Corporation Gallery of Fine Art, em Los Angeles, onde fez a sua terceira exposição como show inaugural. De 2 a 17 de abril de 2007, os seus últimos trabalhos estiveram em exposição no Space 39 Modern & Contemporary, na Flórida. Quarenta peças dessa exposição viajaram para a Gallery Brigitte Schenk, em Colónia, na Alemanha, para serem exibidas publicamente de 28 de junho a 28 de julho de 2007. Foi recusado a sua entrada na Catedral de Colónia, quando ele estava na cidade para participar dna noite de abertura.
Manson revelou uma série de 20 pinturas, em 2010, intituladas Genealogias da Dor, uma exposição apresentou na galeria Vienna's Kunsthalle, em que o artista colaborou com David Lynch.
Vida afetiva
Esteve noivo da atriz Rose McGowan, protagonista do filme Jawbreaker. Os dois se conheceram na estreia de Gummo, em 1997. Rose também apareceu no clipe da música de Manson, Coma White 2.0. Contudo, os dois não chegaram ao casamento e, em janeiro de 2001, Rose anunciou que o seu relacionamento com Manson tinha terminado, por causa das diferenças de estilo de vida de ambos. Rose recusou a falar sobre o fim da relação em público durante algum tempo, mas mais tarde disse que não conseguiria lidar com o abuso de drogas de Manson. "Eu percebi que este não era o estilo de vida com o qual eu queria ser casada" disse em uma entrevista. "Eu nunca fui uma mulher do rock." O próprio Manson comentou: "Sabe, não estou dizendo que estou feliz sobre isso, mas acho que as pessoas têm que viver as suas vidas e nenhum de nós queria mudar quem éramos - e acho que essa é a parte importante. No final você tem que estar feliz consigo mesmo."
Já foi casado com Dita Von Teese, artista burlesca. Os dois conheceram-se após Manson ter pedido para que ela atuasse num de seus videoclipes. Dita não pôde participar, mas no aniversário de 32 anos de Manson, em 2001, ela foi até a sua casa com uma garrafa de absinto e a partir daí os dois se tornaram um casal. Manson lhe fez o pedido no dia 22 de março de 2004 e eles casaram numa cerimónia privada. Separaram-se em dezembro de 2006 devido à "diferenças irreconciliáveis", de acordo com Dita. Numa entrevista com o jornal The Daily Telegraph, Von Teese disse "Eu não era partidária das suas festas ou do seu relacionamento com outra mulher. Por mais que o amasse, eu não iria fazer parte disso". A outra mulher acreditava-se ser a atriz Evan Rachel Wood, (protagonista do filme Thirteen), com a qual Manson continuou o relacionamento após o seu divórcio, apesar dos comentários mordazes dos críticos. Von Teese também disse que deu a Manson um ultimato, mas que "não funcionou. Ao invés disso, eu me tornei a inimiga". Wood participou do videoclipe Heart-Shaped Glasses, música que foi feita para a própria. Em 2008, os dois se separaram, após Wood ter recusado ao pedido de noivado feito por Manson.
Teve um breve relacionamento com a atriz de filmes pornográficos Stoya, de março a novembro de 2009. Em dezembro do mesmo ano ela anunciou em seu Twitter: Nós simplesmente não éramos certos um para o outro. Só porque nos divertimos não quer dizer que fomos feitos para algo duradouro. C'est la vie.
No mesmo ano reatou com Wood e em 2010 ficou noivo da atriz. Também não chegaram ao casamento e romperam o noivado meses depois.
Manson recentemente esteve ligado romanticamente com a fotógrafa americana Lindsay Usich, que é creditada como a fotógrafa do seu álbum Born Villain. Usich foi referida como a namorada de Manson na edição de março de 2012 da revista Revolver. No artigo é feita uma referência a uma pintura nova feita por Manson na qual aparece a fotógrafa. No dia 8 de fevereiro 2015, foi confirmado pela fotografa o fim da relação entre os dois, ainda por motivos desconhecidos.

Enviar um comentário