quinta-feira, janeiro 03, 2019

John Paul Jones, multi-instrumentista, baixista e teclista dos Led Zeppelin, faz hoje 73 anos

John Paul Jones, nome artístico de John Baldwin (Sidcup, 3 de janeiro de 1946) é um multi-instrumentista, baixista e teclista britânico. Jones ganhou notoriedade por ser o baixista, teclista e um dos membros dos Led Zeppelin até o desaparecimento da banda, após a morte de John Bonham, em 1980. 
  
O símbolo de Jones no álbum Led Zeppelin IV
  
Desde então, Jones vem desenvolvendo uma carreira a solo. Também toca guitarra, bandolim, koto, harmónica e ukulele.
De acordo com o Allmusic, Jones "deixou sua marca na história da música rock & roll como um músico inovador, arranjador e diretor". Muitos baixistas notáveis do rock ​​foram influenciados por John Paul Jones, incluindo John Deacon, Geddy Lee, Steve Harris, Flea, Gene Simmons e Krist Novoselic. Jones faz atualmente parte da banda Them Crooked Vultures, com Josh Homme e Dave Grohl, onde toca baixo, piano e outros instrumentos.
Jones nasceu em Sidcup, Kent e aprendeu a tocar teclados com o pai, que foi pianista em grandes orquestras nas décadas de 40 e 50, principalmente com a “Ambrose Orchestra”. A sua mãe também pertencia ao mundo da música, o que permitia que a família muitas vezes fizesse digressões por Inglaterra. A suas influências abrangiam um grande leque de estilos, desde os blues de Big Bill Broonzy, ao jazz de Charles Mingus e ao piano clássico de Rachmaninov. Aos 14 anos era organista e condutor do coro da igreja local e foi nessa altura que comprou as suas primeiras guitarras baixo.
O nome artístico John Paul Jones foi sugerido pelo seu amigo, Andrew Loog Oldham, depois de ter visto um cartaz de cinema com esse nome na França.
A primeira banda em que Jones tocou, aos quinze anos, chamava-se “The Deltas”. Tocou baixo para um grupo de jazz-rock de Londres chamado “Jet Blacks”. A sua grande oportunidade surgiu em 1962, quando conheceu Jet Harris e Tony Meehan (recém-saídos dos Shadows) tendo tocado baixo para a sua banda durante dois anos. Entre 1964 e 1968, John foi muito procurado para tocar baixo e teclados com artistas como os Rolling Stones, Herman's Hermits, Donovan, Jeff Beck, Cat Stevens, Rod Stewart, Shirley Bassey, Lulu e muitos outros.
Durante as sessões de gravação de "Hurdy gurdy man" de Donovan, John conheceu Jimmy Page, tendo voltado a encontrar-se no álbum "Little games" dos The Yardbirds, onde fez os arranjos orquestrais e tocou violoncelo na faixa de abertura. Quando Chris Dreja decidiu abandonar os Yardbirds, para seguir a profissão de fotógrafo, John foi a primeira opção de Page para formar os The New Yardbirds que, pouco depois, optaram pelo nome de Led Zeppelin.
Eu estava a trabalhar nas sessões para a canção de Donovan, Hurdy Gurdy Man e John Paul Jones estava tratando dos arranjos musicais. Durante um intervalo, ele perguntou-me se eu poderia usar um baixista no novo grupo que estava a formar. Ele tinha uma formação musical adequada, e tinha ideias bastante brilhantes. Eu agarrei logo a hipótese de tê-lo na banda.
Para além da sua importância como baixista, as suas aptidões como teclista acrescentaram uma dimensão eclética à música dos Zeppelin, retirando–lhe o rótulo de ser apenas mais uma banda de hard rock. No palco, a música preferida de John era “No quarter”, que muitas vezes chegava a demorar mais de meia-hora e incluía trechos de “Amazing Grace” e variações de peças clássicas de compositores como Rachmaninov.
O seu envolvimento com os Led Zeppelin não o afastou das sessões de estúdio, tendo participado em gravações de “Family Dogg”, Peter Green, “Madeline Bell”, Roy Harper e “Wings”.
Desde 1980, as suas colaborações incluem músicas para os “REM”, “Heart”, “Ben E, King”, “Mission”, “La Fura Dels Baus”, Brian Eno e “The Butthole Surfers”. Apareceu em vídeos e gravações de Paul McCartney.
O seu primeiro álbum a solo, “Zooma”, foi editado em 1999, seguindo de “Thunderthieh” em 2001, onde pela primeira vez Jones mostrou os seus dotes vocais
No ano de 2005, Jones gravou uma linha de baixo no CD duplo dos Foo Fighters "In your Honor".
Em 2009, é formado um novo "Power Trio", com John Paul Jones (Led Zeppelin) no baixo e teclados, Dave Grohl (Nirvana e Foo Fighters) na bateria e Josh Homme (Queens of the Stone Age) nas guitarras e vocais. Esse novo trio denomina-se "Them Crooked Vultures", e as primeiras impressões musicais já demonstram uma forte ligação com o estilo dos "Led Zeppelin" de fazer música.
   
 

Enviar um comentário