domingo, junho 04, 2006

Hugo Strunz

Strunzite de Hagendorf
Campo de observação 20 mm. Foto e espécime de Rui Nunes.
Para quem, como eu, gosta de Mineralogia não é possível passar sem deixar aqui algumas palavras, embora tardias, sobre o Professor Karl Hugo Strunz, recentemente falecido com noventa e seis anos, autor em 1941 da obra “Mineralogische Tabellen”. Esta obra classifica os minerais, segundo critérios químico estruturais, em dez classes de acordo com o seus principais constituintes aniónicos. Cada uma destas dez classes é depois subdividida com base na composição química e estrutura cristalina. Um sistema de código alfanumérico é aplicado a cada mineral possuindo, este sistema, lacunas propositadas de forma a se poder inserir novas categorias de minerais que venham a ser descobertas sem que haja o desarranjo de todo o sistema de classificação.
Como homenagem ficará sempre o fosfato de Mn e Fe, Strunzite, descrito em 1957, por Clifford Frondel (1907-2002) a partir de material do pegmatito de Hagendorf.

2 comentários:

Fernando Oliveira Martins disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Fernando Oliveira Martins disse...

Ainda bem que continuas a colocar estes posts tão interessantes, caro Ricardo.

Por favor, de vez em quando, vai colocando coisas...