quinta-feira, fevereiro 09, 2006

Encontrados antepassados de Tyrannosaurus rex


Uma equipa de cientistas encontrou na China fósseis de uma nova espécie de dinossauro carnívoro que terá vivido há 160 milhões de anos, o que o torna no mais antigo membro da família do Tyrannosaurus rex. A descoberta ajudará a conhecer melhor estes predadores pré-históricos.

A nova espécie, designada Guanlong wucaii - derivado dos termos chineses guan e long, que significam crista e dragão, e wucai, que significa cinco cores (em referência à rica coloração das rochas da região -, foi encontrada na província de Xinjiang, na região Noroeste da China.
Com apenas três metros de comprimento, a criatura é um parente pequeno do T. Rex. Este, que viveu há menos de 70 milhões de anos, atingia os 13 metros de comprimento. Mas as suas pernas fortes, bico e dentes levam a crer que terá sido um feroz predador.
A equipa de paleontólogos, coordenados por Xing Xu, do Instituto de Paleontologia e Paleontropologia de Beijing, descreve a sua descoberta na edição da revista “Nature”.
“Esta descoberta vem preencher um vazio no conhecimento dos tiranossauros”, considera Mark Norell, investigador do Museu de História Natural de Nova Iorque que estudou o trabalho da equipa. Até ao momento, a maioria dos fósseis foi encontrada no continente americano. “Com dados de um único continente não conseguimos uma visão de conjunto”.
Norell destaca a presença de uma crista nasal no dinossauro porque é muito semelhante aos ornamentos das aves de hoje. Tanto as aves como os dinossauros carnívoros, como os tiranossauros, pertenceram à mesma família, os terópodes.
in Público (08.02.2006)

4 comentários:

Goncalo disse...

Professor poderia publicar um artigo no Blog sobre a constituição dos foguetões???

Goncalo disse...

Pra Área de Projecto

Fernando Oliveira Martins disse...

Fica prometido... e depois publicamos os vossos trabalhos no Blog de Turma...!

Goncalo disse...

Ok Senhor Doutor Professo obrigado........