domingo, outubro 15, 2017

Mata Hari foi executada há um século

Margaretha Gertruida Zelle (Leeuwarden, 7 de agosto de 1876 - Vincennes, 15 de outubro de 1917), conhecida mundialmente como Mata Hari, foi uma dançarina exótica dos Países Baixos acusada de espionagem e que foi condenada à morte por fuzilamento, durante a Primeira Guerra Mundial. Em diferentes ocasiões sua vida foi alvo da curiosidade de biógrafos, romancistas e cineastas. Ao longo do tempo, Mata Hari transformou-se em uma espécie de símbolo da ousadia feminina.

(...)

Participação na Primeira Guerra
Durante a guerra, Mata Hari dormiu com inúmeros oficiais, tanto franceses quanto alemães e tornou-se um peão da intriga internacional, apesar dos historiadores nunca terem esclarecido com clareza se ela fora realmente uma espia, e se sim, quais eram as suas atividades como tal. Em 1917 ela foi a julgamento na França, acusada de atuar como espia e também como agente dupla para a Alemanha e França. Foi considerada culpada e no dia 15 de outubro do mesmo ano foi fuzilada.

Execução
Existem vários rumores em torno de sua execução. Um dos mais fantasiosos diz que os soldados do pelotão de fuzilamento tiveram de ser vendados, para não sucumbir a seu charme. Outra história cita que Mata Hari atirou um beijo aos seus executores antes que começassem a disparar. Uma terceira versão diz que ela não só atirou um beijo, mas também abriu a túnica que vestia e morreu expondo o corpo, completamente nu.

Enviar um comentário