quarta-feira, julho 11, 2018

O Massacre de Srebrenica começou há 23 anos

O Massacre de Srebrenica foi o assassinato, de 11 a 25 de julho de 1995 de, pelo menos 8.373 bósnios muçulmanos, variando em idade de adolescentes a idosos, na região de Srebrenica, pelo Exército Bósnio da Sérvia sob o comando do General Ratko Mladić e com a participação de uma unidade paramilitar sérvia conhecida como "Escorpiões". Em várias ocasiões foram assassinadas crianças e mulheres.

Exumações em Srebrenica, 1996

Considerado um dos eventos mais terríveis da história recente, o massacre de Srebrenica é o maior assassinato em massa da Europa desde a Segunda Guerra Mundial. Foi o primeiro caso legalmente reconhecido de genocídio na Europa depois do Holocausto.
De acordo com o Tribunal Criminal Internacional para a antiga Jugoslávia (International Criminal Tribunal for the former Yugoslavia - ICTY), ao tentar eliminar uma parte da população bósnia, as forças sérvias cometeram genocídio. Elas pretenderam a extinção de 40 mil bósnios que viviam em Srebrenica, um grupo emblemático dos bósnios em geral.

Mulheres bósnias junto ao monumento pelas vítimas do Massacre - julho de 1995 
  
in Wikipédia

Enviar um comentário