quinta-feira, dezembro 28, 2017

A atriz Daniella Perez foi assassinada há 25 anos

Daniella Ferrante Perez Gazolla, mais conhecida como Daniella Perez (Rio de Janeiro, 11 de agosto de 1970 - Rio de Janeiro, 28 de dezembro de 1992) foi uma atriz e bailarina brasileira. Até à sua morte foi casada com o ator Raul Gazolla e era filha da autora de telenovelas Glória Perez.

(...)

Daniella tinha apenas 22 anos quando foi brutalmente assassinada, pelo ex ator e colega de trabalho, Guilherme de Pádua e pela então sua esposa, Paula Nogueira Thomaz (hoje Paula Nogueira Peixoto), que a emboscaram e mataram com 18 punhaladas, que perfuraram o pescoço, um pulmão e o coração da atriz. A razão foi a frustração pelas investidas mal sucedidas que Guilherme dava na atriz, no intuito de fazê-la convencer sua mãe a aumentar seu papel na novela De Corpo e Alma. Numa infeliz coincidência, o seu personagem teve a participação reduzida na semana que antecedeu o crime, o que o fez acreditar estar tendo a sua carreira prejudicada por Daniella e Glória. Ele trama assim o assassinato da atriz juntamente com sua mulher, que já alimentava um ciúme doentio das cenas de Daniella e Guilherme juntos. Julgados e condenados por homicídio duplamente qualificado, com motivo torpe e impossibilidade de defesa da vítima, os dois cumpriram apenas seis dos 19 anos a que foram condenados em regime fechado.
A indignação popular que se seguiu a esse episódio resultou na alteração da legislação penal, graças aos esforços da mãe de Daniella, Glória Perez, que encabeçou uma campanha de assinaturas e conseguiu fazer passar a primeira iniciativa popular de projeto de lei que se tornou lei efetiva (lei 8.930/1994) na história do Brasil. A saída da sua personagem na novela De Corpo e Alma foi explicada com uma viagem de estudos ao exterior e o personagem do ator Guilherme de Pádua deixou de existir.

Enviar um comentário