quinta-feira, outubro 19, 2017

Rutherford morreu há 80 anos

Ernest Rutherford, primeiro Barão Rutherford de Nelson, (Brightwater, Nova Zelândia, 30 de agosto de 1871 - Cambridge, 19 de outubro de 1937), foi um físico e químico neozelandês naturalizado britânico, que se tornou conhecido como o pai da física nuclear. Num trabalho no começo da carreira, descobriu o conceito de meia-vida radioativa, provou que a radioatividade causa a transmutação de um elemento químico noutro, e também distinguiu e nomeou as radiações alfa e beta. Foi premiado com o Nobel de Química em 1908 "por suas investigações sobre a desintegração dos elementos e a química das substâncias radioativas".
Rutherford realizou a sua obra mais famosa após ter recebido esse prémio. Em 1911 defendeu que os átomos têm a sua carga positiva concentrada em um pequeno núcleo, e, desse modo, criou o modelo atómico de Rutherford, ou modelo planetário do átomo, através da sua descoberta e interpretação da dispersão de Rutherford na sua experiência da folha de ouro. A ele é amplamente creditada a primeira divisão do átomo, em 1917, liderando a primeira experiência de "dividir o núcleo" duma forma controlada, por dois alunos sob a sua direção, John Cockcroft e Ernest Walton.
Dedicada à sua memória, a Medalha e Prémio Rutherford foi instituída pelo Conselho da Sociedade de Física em 1939. A primeira palestra ocorreu em 1942. A palestra foi convertida numa medalha e prémio, em 1965, sendo a primeira Medalha e Prémio Rutherford concedida no ano seguinte.

 

Enviar um comentário