segunda-feira, julho 17, 2017

Wojciech Kilar nasceu há 85 anos

Wojciech Kilar (Lwów, 17 de julho de 1932 - Katowice, 29 de dezembro de 2013) foi um compositor polaco clássico e de bandas sonoras para filmes.

(...)

Tendo tido sucesso com a crítica como compositor clássico, Kilar compôs a sua primeira banda sonora para um filme doméstico em 1959, e desde então, tem escrito bandas sonoras para alguns dos diretores mais aclamados da Polónia, como Krzysztof Kieślowski, Krzysztof Zanussi, Kazimierz Kutz e Andrzej Wajda. Ele trabalhou em mais de 100 títulos em seu país, incluindo títulos internacionalmente reconhecidos, tais como Bilans Kwartalny (1975), Spirala (1978), Constans (1980), Imperativ (1982), Rok Spokojnego Słońca (1984), Życie za Życie (1991), e muitos outros na França e em outras partes da Europa. Fez a sua estreia em composição de banda sonora para um filme de língua inglesa com a adaptação do Drácula de Bram Stoker, de Francis Ford Coppola. Outras composições para filmes de língua inglesa incluem os filmes Death and the Maiden (1994), The Ninth Gate (1999) e The Pianist (2002), os três de Roman Polanski, e também o Portrait of a Lady (1999) de Jane Campion. Ficou conhecida pela sua típica combinação de contrabaixos com violoncelos e temas profundamente românticos, com minimalistas progressões de acordes.


Enviar um comentário