sábado, junho 03, 2017

Roberto Rossellini morreu há quarenta anos

Roberto Rossellini (Roma, 8 de maio de 1906 - Roma, 3 de junho de 1977) foi um diretor de cinema italiano. Foi um dos mais importantes cineastas do neo-realismo italiano, com contribuições ao movimento, com filmes como Roma, città aperta (Roma, Cidade Aberta) e outros.
  
Vida
Nascido numa família rica, Rossellini interessou-se pelo cinema por influência do avô, proprietário de uma casa de espetáculos, e fez algumas curtas-metragens. Foi durante o fascismo que iniciou uma carreira profissional como assistente de direção. Trabalhou depois como supervisor de filmes, como L'Invasore, de Nino Giannini, e Benito Mussolini, de Pasquale Prunas.
Fez-se notar no fim da Segunda Guerra Mundial com três obras-primas: Roma, città aperta (1945, Prémio de Melhor Filme do Festival de Cinema de Cannes), Paisà (1946) e Germania anno zero (1947), tornando-se um dos expoentes do neo-realismo do cinema italiano.
Teve um tumultuoso romance com a atriz Anna Magnani, de quem se separou para casar com a também atriz premiada Ingrid Bergman (de quem teve três filhos, incluindo a atriz Isabella Rossellini).
Em 1963, Rossellini escreveu o guião de Les Carabiniers, de Jean-Luc Godard. Os seus últimos trabalhos datam da década de 60, quando fez filmes educativos para televisão. Faleceu em 1977, aos 71 anos, com um ataque cardíaco. Foi sepultado no Cimitero Monumentale Comunale Campo Verano, Roma na Itália.

Enviar um comentário