quarta-feira, maio 03, 2017

O astronauta Wally Schirra morreu há dez anos

Walter 'Wally' Marty Schirra Jr. (Nova Jérsei, 12 de março de 1923 - La Jolla, 3 de maio de 2007) foi um astronauta norte-americano integrante do grupo dos sete astronautas pioneiros do Projeto Mercury, o primeiro programa de exploração espacial humana feito pelos Estados Unidos. Foi o único americano a participar dos três programas destinados a levar o homem ao espaço e à Lua (projetos Mercury, Gemini e Apollo) e passou 295 horas em órbita.
Piloto militar de caça, Schirra lutou na Guerra da Coreia como líder de esquadrão e participou de mais de noventa missões, entre 51 e 52. Após a guerra, tornou-se piloto de testes, até ser escolhido pela NASA para o grupo inicial de astronautas da agência espacial.
Em 3 de outubro de 1962, ‘Wally’ Schirra foi ao espaço pela primeira vez, na nave Sigma 7, numa missão de seis órbitas em volta de Terra durante nove horas e treze minutos. Em dezembro de 1965 realizou o seu segundo voo, na Gemini VI, ao lado de Thomas Stafford, para um encontro em órbita com a Gemini VII, no que se tornou o primeiro encontro de duas naves especiais em órbita terrestre.
A sua última missão aconteceu em outubro de 1968, como comandante da Apollo 7, o primeiro voo tripulado do Programa Apollo após o incêndio da Apollo 1, quase dois anos antes no complexo de lançamento na Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral, ficando no espaço onze dias em companhia dos astronautas Donn Eisele e Walter Cunningham, um voo de testes, em órbita da Terra, da nova cápsula espacial que iria à Lua nas missões posteriores.
Em maio de 2007, aos 84 anos de idade, Walter Schirra morreu de enfarte num hospital militar em La Jolla, na Califórnia, após enfrentar uma doença coronária durante algumas semanas.

Enviar um comentário