quinta-feira, maio 04, 2017

A Alice que inspirou o País das Maravilhas nasceu há 165 anos

Alice Pleasance Liddell (Westminster, Londres, 4 de maio de 1852 - Westerham, 15 ou 16 de novembro de 1934) foi a inspiradora do livro Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll, lançado em 1865.

Alice era filha do deão Henry Liddell da Christ Church, em Oxford, e da sua esposa, Lorina Hanna Liddell. Alice tinha dois irmãos mais velhos, Harry e Artur, que morreu de escarlatina, além de uma irmã mais velha chamada Lorina. Tinha também seis irmãos mais novos, entre eles Edith e Frederick Francis, um advogado.
Quando Alice nasceu o seu pai era o diretor da Westminster School. Em fevereiro de 1856, Henry Liddell assumiu o cargo de deão da Christ Church, e Charles Dodgson, na época bibliotecário da universidade, conheceu Alice e apaixonou-se. Ela tinha apenas 3 anos de idade. Ele encontrou-a em 25 de abril, quando ela participava numa sessão fotográfica com o seu amigo Reginals Southey. Ele pode fotografá-la, com as suas duas irmãs, a 3 de junho.
O envolvimento platónico de Dodgson com crianças é bem conhecido. Ele adorava crianças e sentia-se muito ofendido se achassem que o seu interesse era mais do que o gosto pela companhia. Alice tornou-se a maior paixão de Dodgson e fonte constante de inspiração para os seus dois mais conhecidos livros, embora, no final da escrita de Alice no país das maravilhas, a amizade entre os dois estivesse diminuindo. Alice tinha 20 anos de idade quando Leopoldo, Duque de Albany, o filho mais novo da rainha Vitória, entrou na Christ Church, tendo sido aluno de 1872 até 1876. Houve rumores de um romance entre ambos.
Em 1880, Alice casou-se com Reginald Hargreaves. Dodgson não estava presente no casamento, mas enviou-lhe, por meio de um amigo, um presente. Ela teve três filhos, os quais viveram com ela até à sua morte, em Hampshire. Alice chamou o seu segundo filho de Leopoldo, e o duque Leopoldo deu o nome de Alice à sua primeira e única filha com Helena de Waldeck e Pyrmont.
Durante a sua vida ela dedicou-se, em parte, a divulgação dos contos infantis feitos sob sua inspiração.
Encontra-se sepultada em St Michael and All Angels Churchyard, Lyndhurst, no Hampshire, na Inglaterra.

Enviar um comentário