sábado, abril 01, 2017

O músico brasileiro Moreira da Silva nasceu há 115 anos

(imagem daqui)

Antônio Moreira da Silva (Rio de Janeiro, 1 de abril de 1902 - Rio de Janeiro, 6 de junho de 2000) foi um cantor e compositor brasileiro, também conhecido como Kid Morengueira.

Filho mais velho de Bernardino de Sousa Paranhos, trombonista da Polícia Militar e de dona Pauladina de Assis Moreira. Carioca da Tijuca, criado no Morro do Salgueiro, só iniciou os estudos aos nove anos, mas abandonou a escola aos onze anos, quando o pai faleceu. Foi empregado de fábricas, tecelagens e chofer de praça e de ambulância, tendo trabalhado até à reforma de funcionário público.
Formou família ao se casar em 1928, permanecendo casado por mais de 50 anos.

Considerado o criador do samba-de-breque, Moreira da Silva iniciou a sua carreira em 1931, com Ererê e Rei da Umbanda. Em 1992, foi tema do enredo da escola de samba Unidos de Manguinhos. Em 1995 gravou "Os 3 Malandros In Concert" com Dicró e Bezerra da Silva, aos 93 anos de idade.
Participou do histórico disco de Chico Buarque de Holanda, a "Ópera do Malandro", de 1979, fazendo dueto com o próprio Chico.
Em 1996, foi tema do livro Moreira da Silva - O Último dos Malandros. Com 98 anos de idade, ainda se apresentava em shows.
Em 29 de abril de 2000, Moreira da Silva caiu em casa e foi internado numa clínica particular, sendo depois levado ao Hospital dos Servidores do Estado, no Rio de Janeiro, em função dos altos custos da permanência no Centro de Tratamento Intensivo. O cantor faleceu em função de falência múltipla de órgãos na manhã de 6 de junho de 2000.


Enviar um comentário