sábado, fevereiro 25, 2017

Anthony Burgess nasceu há um século

John Anthony Burgess Wilson (Manchester, 25 de fevereiro de 1917 - Londres, 22 de novembro de 1993) foi um escritor, compositor e crítico britânico.

Prolífico e controverso, grande parte da sua obra ainda permanece no anonimato, sendo lembrado principalmente pelo seu décimo oitavo livro, Laranja Mecânica (A Clockwork Orange, 1962). Os seus livros, críticas e resenhas são marcados por grande sátira social. James Joyce - de quem Burgess era admirador e estudioso - é considerado a mais marcante influência no trabalho de Anthony Burgess.

Burgess cedo ficou órfão de mãe, vítima da gripe espanhola. O pequeno John foi, desde então, criado por uma tia e, mais tarde, pela madrasta. Estudou literatura e língua inglesa na Universidade de Manchester. Foi compositor, serviu por seis anos ao exército inglês na II Guerra Mundial e tornou-se oficial na Ásia e, mais tarde, professor, trabalhando inclusive para o Ministério de Educação na Malásia. Com a luta pela independência da Malásia deixando-o desempregado e tendo-lhe sido diagnosticada uma doença fatal, Burgess entrou num frenesim literário em 1959, preocupado por deixar a sua esposa sem recursos financeiros. A previsão médica estava errada - ele viveu até 1993, enquanto que a sua esposa, Llwela Isherwood Jones, morreu de cirrose hepática em 1968. No mesmo ano, Burgess casou-se com Liliana Macellari, uma linguista e tradutora italiana, com quem viveu até à sua morte.

A mais célebre fábula de ficção científica de Anthony Burgess, "Laranja Mecânica", é um libelo pelo livre-arbítrio. Burgess preocupava-se com a ampla utilização do behaviorismo em clínicas, consultórios e prisões. O aumento a delinquência juvenil tanto no ocidente capitalista quanto na Rússia soviética foi outro catalisador do livro cujo texto, inclusive, é um inglês russificado, de gíria abundante. O autor retornou ao tema de Laranja Mecânica em Enderby Outside (1968) e A Clockwork Testament, or Enderby's End (1974), livros que tiveram fraco acolhimento.


Laranja Mecânica (A Clockwork Orange) é um filme norte-americano de 1971, escrito, produzido e dirigido por Stanley Kubrick, adaptado do romance homônimo de Anthony Burgess, de 1962. Emprega imagens violentas e perturbadoras que estão relacionadas com a psiquiatria, delinquência juvenil, gangues de jovens e outros assuntos sociais, políticos e económicos em uma Grã-Bretanha futurista.

Enviar um comentário