sexta-feira, novembro 25, 2016

Max Euwe, um antigo campeão mundial de Xadrez, morreu há 35 anos

Machgielis (Max) Euwe (Amesterdão, 20 de maio de 1901 - Amesterdão, 26 de novembro de 1981) foi um xadrezista neerlandês e o quinto jogador a ganhar oficialmente o título de Campeão do Mundo de Xadrez.
Max Euwe estudou matemática na Universidade de Amesterdão, tendo depois lecionado matemática, primeiramente em Roterdão e posteriormente num liceu feminino em Amesterdão. Aplicou os seus conhecimentos em matemática ao estudo de jogos de xadrez infinitos.
Em 1921 sagrou-se campeão neerlandês de xadrez, conservando o título até 1935. Tornou-se campeão amador de xadrez, corria o ano de 1928. Em 15 de dezembro de 1935, depois de 30 jogos disputados em 13 cidades diferentes num período de 80 dias, derrotou o campeão do mundo em título Alexander Alekhine, conquista que muito impulsionou o desenvolvimento do xadrez nos Países Baixos.
Em 1937 Euwe perdeu o título para Alekhine. Após a morte de Alekhine, em 1946, considerava-se que Euwe teria o direito moral à posição de campeão mundial, mas ele assentiu em participar num torneio com cinco competidores pelo título de novo campeão do mundo, torneio esse que se disputou em 1948, tendo Max Euwe acabado em quinto.
Apesar de ser mais velho quarenta anos que Bobby Fischer, Euwe ainda teve a energia e a resistência suficientes para manter o equilíbrio nos resultados entre ambos (+1 -1 =1).
Entre 1970 e 1980, foi presidente da FIDE, tendo desempenhado um papel importante na organização do famoso match de 1972, entre Boris Spassky e Bobby Fischer.

Enviar um comentário