terça-feira, dezembro 01, 2015

Há sessenta anos uma costureira preta foi presa em Montgomery...

O autocarro da National City Lines no qual Rosa Parks estava a viajar antes de ser presa

O boicote aos autocarros de Montgomery foi um boicote político e social, realizado entre 1955 e 1956 na cidade de Montgomery, Alabama, com o objetivo de se opor à política de segregação racial vigente nos transportes públicos da cidade. Estiveram envolvidos no movimento muitas pessoas conhecidas, tais como Martin Luther King Jr., Rosa Parks e outros. O movimento causou déficits elevados no sistema de transporte público de Montgomery, por causa duma grande percentagem de pessoas que usavam o transporte público terem deixado de usá-lo. O esforço se estendeu de 1 de dezembro de 1955 a 20 de dezembro de 1956 e levou a uma decisão da Supremo Tribunal dos Estados Unidos que declarou inconstitucionais as exigências legais de segregação nos autocarros no estado do Alabama e na cidade de Montgomery .

Método de segregação nos autocarros de Montgomery
Sob o sistema de segregação nos autocarros de Montgomery, os brancos que entrassem no veículo sentavam-se na parte da frente do autocarros, preenchendo-o em direção ao fundo. Os negros que entrassem no autocarros deviam sentar-se no fundo, preenchendo os lugares em direção à parte frontal do veículo. Quando os dois grupos se encontrassem e não houvesse mais lugares disponíveis, exigia-se que o negro que entrasse depois ficasse em pé. Se uma outra pessoa branca entrasse no autocarro, um negro que se sentasse no lugar mais à frente do veículo teria de se levantar para dar lugar ao branco, permitindo a expansão do espaço destinado aos brancos.

O incidente com Rosa Parks
Rosa Parks nasceu em 4 de fevereiro de 1913, em Tuskgee, Alabama. Era costureira, trabalhava como secretária para a seção local da NAACP e estava grávida quando foi para a paragem de autocarros. Logo após a sua prisão, em 1 de dezembro de 1955, Rosa havia completado um curso de "Relações Raciais" na Highlander Folk School no Tennessee, no qual a desobediência civil não violenta foi discutida como tática.
Na quinta-feira, 1 de dezembro de 1955, Rosa Parks estava sentada na fileira mais à frente destinada às pessoas negras. Quando um homem branco entrou no veículo, o motorista James F. Blake, disse a todos na fileira na qual ela estava que se movessem para trás para criar uma nova fileira para os brancos. Ao mesmo tempo em que todos os outros negros na fila cumpriram o determinado, Rosa recusou-se e foi presa por desobedecer à ordem do motorista, pois embora a legislação municipal não determinasse explicitamente a segregação, dava poder discricionário ao motorista para determinar os lugares dentro do veículo.
Declarada culpada em 5 de dezembro, Rosa Parks foi multada em 10 dólares, mais as custas judiciais de 4 dólares, punição da qual recorreu. O boicote foi desencadeado pela prisão de Rosa e, como consequência, Rosa Parks é considerada uma pioneira do Movimento dos Direitos Civis nos Estados Unidos.



Enviar um comentário