sexta-feira, dezembro 11, 2015

David Gates, da banda Bread, faz hoje 75 anos!

David Gates (Tulsa, Oklahoma, 11 de Dezembro de 1940) é um cantor norte-americano e ex-integrante da banda Bread. Ele e Robb Royer (um dos co-fundadores da banda) são os únicos sobreviventes da banda.

Vida
Vocalista e teclista da banda, Gates sempre esteve rodeado pela música, sendo excelente pianista, baixista e guitarrista durante a escola secundária.
Em 1957, o seu primeiro êxito, Jo-Baby, foi registado por Chuck Berry. David a escreveu para sua namorada Jo Rita, com quem se casou e teve filhos enquanto estudavam na Universidade de Oklahoma.
Em 1961, mudou-se com a família para Los Angeles, principiando uma carreira como compositor e produtor. No final dos anos 60 colaborou com Elvis Presley, Bobby Darin, Merle Haggard e produziu em 1965 o hit de Glenn Yarborough, Baby, The Rain Must Fall.
Em 1968, cria a banda que chegaria aos tops de sucesso mundiais e do grupo faziam parte ainda James Griffin (10 de agosto de 1943 – 11 de janeiro de 2005), Robb Royer ( 6 de dezembro de 1942), mais tarde o baterista Michael Botts (aka Mike Botts - 8 de dezembro de 1944 - 9 de dezembro de 2005), e o teclista Larry Knechtel (4 de agosto de 1940 - 20 de agosto de 2009).
Em 1973, após inúmeros desentendimentos entre Griffin e Gates, a banda separa-se e seus integrantes seguem carreira solo em diferentes direções. Contudo, nenhum deles alcançou separadamente o sucesso da união de antes. Em 1977 a banda volta a reunir-se e lançou aquele que seria o seu último álbum (Lost without your love) que foi bem recebido pela crítica e público.
David Gates lançou seus próprios álbuns, First e Never Let Her Go, em 1975, Goodbye Girl, em 1978, Falling In Love Again, em 1980, Take Me Now, em 1981, e Love Is Always Seventeen, em 1995.
Várias de suas cançoes foram gravadas por artistas como Julio Iglesias e Boy George. Everything I Own é uma homenagem a seu pai que foi a sua maior influência e principal incentivador. Foi gravada por The Kendalls & Joe Stempley, de Nashvile.
A sua incrível habilidade e versatilidade como compositor o levou por vários géneros musicais. David Gates continua a escrever e produzir no estúdio de gravação que possui na sua hacienda na Califórnia. Um dos seus sucessos após deixar o grupo é Take me Now, além de Goodbye Girl, que deu o Óscar de melhor ator a Richard Dreyfuss, em filme homónimo.
David Gates já participou de dois álbuns da consagrada banda brasileira Roupa Nova; no disco Através dos Tempos de 1997 o cantor fez dueto com o sexteto carioca na música De Ninguém, versão de The Guitar Man da banda Bread; no disco Natal Todo Dia de 2007 foi a vez de David Gates participar em Volte Neste Natal.

Enviar um comentário