sábado, novembro 21, 2015

O grande Henry Purcell morreu há 320 anos

Henry Purcell (Londres, 10 de setembro de 165921 de novembro de 1695) foi um compositor britânico. Apesar de uma vida relativamente breve, Henry Purcell permanece um dos mais importantes compositores ingleses. A sua facilidade em compor para todos os géneros e públicos, a sua popularidade na corte durante o reinado de três monarcas e a sua vasta produção de odes cortesãs, música cénica, anthems' sacros, canções e catches' seculares, música de câmara e voluntaries para órgão são uma prova clara de seu prodigioso talento.
Compôs as óperas Dido and Aeneas e A tempestade. São famosas as suas lições para cravo, as suas odes, hinos, composições religiosas e bem assim como sonatas e fantasias para viola.

Biografia
Purcell nasceu em St Ann's Lane, Old Pye Street, Westminster, filho de Henry Purcell Senior, que era cantor na Capela Real, e irmão mais velho de Thomas Purcell (falecido em 1682 e que era também músico), Edward, Henry e Daniel (falecido em 1717), que foi igualmente um prolífico compositor e que foi quem escreveu muita da música para o acto final de The Indian Queen após a morte de Henry Purcell.
Após a morte do seu pai em 1664, Purcell ficou aos cuidados do seu tio Thomas, que era igualmente membro do coro da Capela Real, e que conseguiu a sua admissão. Henry estudou primeiro com o Capitão Henry Cooke (falecido em 1672), mestre das crianças, e posteriormente com Pelham Humfrey (falecido em 1674), que sucedeu a Cooke. Com a perda da voz juvenil em 1673, foi nomeado assistente de John Hingeston, a quem sucedeu como guardião dos instrumentos musicais do rei, em 1683. Em 1676 ocupou a posição de organista na Abadia de Westminster, que viria novamente a ocupar em 1680, depois da desistência do seu professor Blow (que havia sido nomeado em 1669 a seu pedido). Nos tempos que se seguiram dedicou-se quase totalmente à composição de música sacra, cortanto as suas ligações com o teatro. Contudo, imediatamente antes de assumir a sua nova posição, tinha composto dois importantes trabalhos para o teatro: a música para Theodosius de Nathaniel Lee, e a Virtuous Wife de Thomas D'Urfey. Em 1682, e com a morte Edward Lowe, foi nomeado organista da Chapel Royal, função que ocupou em simultâneo com a posição idêntica em Westminster Abbey.
Em 1682 ele foi nomeado organista da Capela Real. A nomeação foi renovadas por Jaime II, em 1685 e por Guilherme III, em 1689, e de cada vez tinha o dever de escrever uma segunda peça para órgão para a coroação. A última oportunidade real para o qual ele fez música foi para o funeral da Rainha Maria II  em 1695.
Purcell morreu a 21 de novembro de 1695 e foi sepultado na Abadia de Westminster a 26 de novembro.
Entre as obras mais memoráveis de Purcell estão The Fairy Queen, I Gave Her Cakes e Dido and Aeneas.


Enviar um comentário