sábado, fevereiro 28, 2015

Jake Bugg - 21 anos

Jake Edwin Kennedy (Nottingham, Inglaterra, 28 de fevereiro de 1994), mais conhecido pelo nome artístico Jake Bugg, é um cantor e compositor inglês. Após assinar contrato com a gravadora Mercury Records, lançou o seu álbum de estreia intitulado Jake Bugg (2012).

Biografia
Bugg nasceu em Nottingham e cresceu em Clifton. O seu pai, de onde veio a alcunha "Bugg", era enfermeiro, e a sua mãe trabalhava com vendas, mas ambos já haviam trabalhado com música e feito algumas gravações. Os seus pais separaram-se quando Jake ainda era jovem. Bugg começou a tocar guitarra aos 12 anos de idade, depois de ter visto o seu tio Mark tocar esse instrumento. Com a mesma idade, ele escreveu a sua primeira canção, após ter assistido ao episódio 'Scuse Me While I Miss the Sky, da série The Simpsons, onde Don McLean era o convidado especial cantando a música "Vicent", que lhe deu inspiração para a composição. Ele foi matriculado em um curso de tecnologia musical em Clifton, mas, aos 16 anos, resolveu sair. Após sair do colégio, continuou compondo e tocando suas próprias músicas, influenciadas por The Beatles, Layne Staley, Johnny Cash, Oasis, Donovan, The Everly Brothers e Jimi Hendrix.
Em 2011, Bugg foi escolhido pela BBC para se apresentar na fase de "novos talentos" no Festival de Glastonbury, com 17 anos. Após essa apresentação, ele obteve um contrato com a gravadora Mercury Records.
  
2012-atualmente: Álbum de estreia, Shangri La e aparições
As músicas de Bugg tiveram repercussões após serem tocadas pela BBC Radio, sendo que "Country Song", o segundo single de seu futuro álbum de estreia, foi usada para um anûncio comercial da cerveja da Greene King IPA. Enquanto o seu álbum não ficava pronto, Bugg lançou mais três singles, "Taste It", "Two Fingers" e "Lightning Bolt", sendo que esta última canção alcançou um bom desempenho em relação as outras faixas, posicionando-se na 26.ª posição na tabela musical do Reino Unido, a UK Singles Charts. "Lightning Bolt" também foi tocada durante a cerimónia dos Jogos Olímpicos de Verão de 2012.
Em 15 de outubro de 2012, o seu primeiro álbum de estúdio foi lançado, auto-intitulado Jake Bugg. O disco recebeu aclamação da crítica, que descreveram Bugg como o "novo Bob Dylan", destacando a sua simplicidade e elogiando a sua voz madura. Outros descreveram a faixa "Broken" como a melhor do álbum. Na semana seguinte de seu lançamento, o álbum já ocupava a primeira posição nas tabelas de álbuns do Reino Unido e da Escócia. Nos Estados Unidos, o álbum alcançou a 75.ª posição na Billboard 200, vendendo pouco mais de 6 mil cópias em sua primeira semana, de acordo com a Nielsen SoundScan. Em 2013, o álbum recebeu o certificado de platina dupla pela British Phonographic Industry (BPI), após ter vendido mais de 600 mil cópias no Reino Unido.
Em 17 de janeiro de 2013, Bugg interpretou "Two Fingers" no talk show Conan. Em 26 de janeiro, ele apresentou a mesma canção, e ainda deu uma pequena entrevista ao talk show Lindmo, na televisão norueguesa NRK.17 Bugg foi nomeado para os Brit Awards de 2013, que ocorreram em 20 de fevereiro, na categoria "British Breakthrough Act", onde os ouvintes da BBC Radio 1 podem votar. Bugg concorria a categoria com Jessie Ware, Alt-J, Ben Howard e Rita Ora. Antes da cerimónia, ele disse: "Eu estou muito cansado dos shows, eu vou acordar quarta feira e decidir se devo ir a cerimónia, sinto que minhas chances de ganhar são muito poucas... suponho que Rita Ora ganhe, mas boa sorte a todos eles. É ótimo [ser nomeado], mas eu realmente não preciso de um prémio para me inspirar e continuar fazendo músicas. Eu toco música porque é o que eu amo fazer". Ben Howard venceu a categoria.
Em outra premiação, nos NME Awards, Bugg recebeu duas nomeações, uma de "Best Solo Artist" e outra de "Best Album", mas não venceu nenhuma. Em abril, Bugg interpretou "Lightning Bolt" no programa The Tonight Show with Jay Leno. No mês seguinte, ele foi nomeado para a categoria de "Best Song Musically and Lyrically" por "Two Fingers" na cerimónia do Ivor Novello Awards, mas também não venceu. Em uma entrevista ao jornal britânico The Daily Telegraph, ele foi chamado de "Bob Dylan do East Midlands", Bugg respondeu dizendo: "Bob Dylan é porreiro, você sabe, ele é ótimo, mas não é uma grande influência". Em junho, Jake concedeu uma apresentação para a estação de rádio britânica BBC Radio 2, onde ele cantou "Lightning Bolt", "Taste It", "Two Fingers" e "Country Song". O cantor também conversou com Bob Harris sobre suas inspirações, como ele entrou no mundo da música e de como suas músicas fazem referências a ele mesmo. Em 28 de junho, Bugg participou do programa The Graham Norton Show, onde ele interpretou a faixa "Broken". Em 18 de novembro de 2013, Bugg lançou seu segundo álbum, Shangri La, tendo "What Doesn't Kill You" como o single de avanço para a promoção do disco. Desde então, o álbum vendeu mais de 100 mil cópias no Reino Unido, sendo certificado como disco de ouro no país.
  
Imagem
Bugg é normalmente citado como o "novo Bob Dylan", porém, numa entrevista ao jornal britânico The Daily Telegraph, o cantor disse que Dylan não é uma das suas influências. Jess Phelps, do jornal americano Daily Siftings Herald, escreveu que Bugg "canta com autenticidade, entusiasmo e com uma voz ácida abundante". Na mesma matéria, Phelps diz que "Lightning Bolt" é uma canção acústica e eletriza-se no refrão, lembrando canções de Bob Dylan. Para Phelps, "Trouble Town" inspira-se fortemente em trabalhos de Johnny Cash, observando que "as atitudes de Jake Bugg não parecem ser falsas ou pretensiosas". O jornal espanhol Diario de Ibiza, descreveu Bugg como o "Bob Dylan disfarçado de Justin Bieber", e acrescentou que algo surpreendente em Bugg é a sua "seriedade e sinceridade sonora".

Estilo musical
Bugg incorporou no seu estilo musical registos de indie rock, indie folk, blues e country rock. O seu género tem sido apontado como "uma mistura de folk e britpop", de acordo com uma rádio alemã. As suas canções, acompanhadas por uma viola, receberam críticas favoráveis dos críticos de música, além de terem elogiado a sua voz nasalada. "Lightning Bolt", uma canção de indie rock, recebeu comparações a canções de Bob Dylan e ao seu estilo de cantar. De acordo com a partitura publicada pela EMI Music Publishing, a música é definida no tempo de assinatura moderadamente acelerado, com 113 batidas por minuto medidas num metrónomo. "Broken", uma canção de folk rock, foi considerada a melhor faixa do disco por alguns críticos. Chris Roberts, da BBC, deu uma crítica positiva ao seu álbum, afirmando que a melhor parte do álbum é "quando Bugg amolece e apenas permite que a sua voz e a viola afetem abertamente a obra".
Algumas das suas letras falam sobre a vida de jovens de uma cidade pequena. De acordo com Jess Phelps, "Trouble Town" fala do sentimento compartilhado apenas por aqueles que sabem qual é a sensação de se sentir claustrofóbico em um espaço tão grande quanto o de uma cidade. Em "Two Fingers", Bugg canta como uma despedida de sua vida anterior, e fala melancolicamente de tramar nas ruas de Clifton, onde viveu. Em seu segundo disco, Shangri La, Bugg descreveu as novas músicas como "mais maduras", mas afirmou que não eram "muito maduras, pois ainda tem 19 anos", porém seria um "avanço de seu trabalho anterior".

Influências
De acordo com o cantor, a sua maior influência é a banda Rolling Stones. Em uma entrevista a Absolute Radio, Bugg afirmou: "Certamente [os Stones] foram uma influência. Eles são uma grande banda, com um amplo reportório e definitivamente há algo para tirar disso. Você percebe que eles foram muito influenciados pelos blues antigos; são uma banda incrível". Numa entrevista ao jornal diário The New Zealand Herald, Bugg foi descrito como um "rapaz à moda antiga", ao contar que as suas principais influências são cantores dos anos 60 e 70. Na mesma entrevista, o cantor citou Elvis Presley, Don McLean e Jimmy Page como seus ídolos. Ele ainda diz que quando começou a tocar baixo na banda do seu primo, e, ao mesmo tempo, começou a compor as suas próprias músicas, foi influenciado pelos Beatles, Jimi Hendrix, Donovan, Johnny Cash e The Everly Brothers.


Enviar um comentário