quinta-feira, dezembro 25, 2014

Ceausescu foi executado há 25 anos

Nicolae Ceauşescu (Scorniceşti, 26 de janeiro de 1918 - Târgovişte, 25 de dezembro de 1989) foi um líder comunista, presidente da Romênia socialista de 1965 até à sua execução, em 1989.

(...)

O regime de Ceauşescu veio por terra após o início de manifestações na cidade de Timişoara a 16 de dezembro de 1989. Os protestos começaram pacíficos, mas logo se tornaram mais intensos, fazendo com que o general Victor Stanculescu ordenasse que as forças militares normais e a Securitate disparassem contra os protestantes anticomunistas, matando centenas de cidadãos. Em 21 de dezembro Ceauşescu fez um comício na praça principal de Bucareste, conhecida então como Pieta Republica (hoje chamada de Pieta Revolutiei) para 80 mil pessoas, evento que foi televisionado para todo o país, e os presentes passaram a fazer perguntas difíceis, constrangendo o ditador em público. A rebelião alastrou pelo país inteiro, chegando a Bucareste, e a 22 de dezembro as forças armadas confraternizaram com os manifestantes. Nesse mesmo dia, Ceauşescu foge da capital de helicóptero com a sua mulher, enquanto um ajudante apontava uma pistola à cabeça do piloto, que aterra ao simular uma falha mecânica e Ceauşescu é capturado pelas forças armadas num bloqueio de estrada e levado para uma base militar em Târgovişte (que dista 15 km de Bucareste) com a sua esposa. No Natal de 1989, Ceauşescu e sua mulher são julgados por um tribunal militar constituído por três civis, cinco juízes, dois promotores e dois advogados de defesa, e mais a presença de um cinegrafista. Foram condenados à morte por vários crimes, incluindo genocídio de mais de 60 mil cidadãos, e fuzilados num pátio localizado na mesma base militar. A Roménia foi o único país do Bloco do Leste europeu com um fim violento do regime comunista.

Enviar um comentário